>
sábado, 28 de maio de 2022 - 00:39 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Barra do Piraí tem duas mortes por febre maculosa confirmadas

Barra do Piraí tem duas mortes por febre maculosa confirmadas

Matéria publicada em 29 de agosto de 2019, 16:07 horas

 


Barra do Piraí – A prefeitura de Barra do Piraí confirmou nesta quinta, 29, que a cidade teve casos de febre maculosa. De acordo com a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Irinéia Sant’Anna, o município registrou três casos suspeitos da doença. Desses, dois foram confirmados e dois foram vítimas fatais. O terceiro caso não foi confirmado, pois ainda está sendo submetido a análises laboratoriais.

A Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com a Secretaria de Estadual de Saúde, coletaram carrapatos nas casas dos pacientes e encaminhou os insetos para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para análise. A febre maculosa é ocasionada por uma bactéria que é transmitida pelo carrapato que se abriga em cavalos, bois, cães e capivaras. São popularmente conhecidos também como carrapato-estrela, carrapato de cavalo ou micuim.

Para maior atenção e cuidados à população, os agentes de combate a endemias e os comunitários, da Vigilância em Zoonoses de Barra do Piraí, estão recebendo treinamentos de técnicos da Fiocruz, para o combate da febre maculosa. E médicos e enfermeiros também receberão treinamento de médicos infectologistas da fundação, para saber como descobrir sintomas e sinais da doença.

“Queremos ressaltar que o autocuidado é indispensável na prevenção da doença. Então, ao retirar o carrapato da pele, lave o local com bastante água e sabão, até obter espuma. Este procedimento evita a contaminação”, explica Irinéia.

A prefeitura ainda ressalta: “quem esteve em algum local propenso à presença de carrapatos e passou a sentir depois de uns dias sintomas como febre, dor de cabeça, dor no corpo e mal-estar, procure imediatamente a unidade de saúde mais próxima e comunique ao médico seu contato com o inseto. A febre maculosa possui tratamento e apresenta 90% de possibilidades de cura, se houver o procedimento correto o quanto antes”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. EDMUR FERREIRA DA SILVA

    Seria útil informar a localidade de residência das vítimas.

Untitled Document
close