sábado, 11 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Barra Mansa divulga resultados da campanha #ZikaZero

Barra Mansa divulga resultados da campanha #ZikaZero

Matéria publicada em 22 de março de 2016, 22:49 horas

 


No primeiro mês da ação, aproximadamente 332 toneladas de entulho foram recolhidas em dois bairros do município

Mutirão: No bairro Vila Maria equipes recolheram lixo e entulhos que pudessem se tornar criadouros do mosquito Aedes aegypti (Foto: Divulgação PMBM/Cris Oliveira)

Mutirão: No bairro Vila Maria equipes recolheram lixo e entulhos que pudessem se tornar criadouros do mosquito Aedes aegypti (Foto: Divulgação PMBM/Cris Oliveira)

Barra Mansa – Criada há pouco mais de um mês, a campanha #ZikaZero – Todos na luta contra o mosquito, vistoriou 10.713 imóveis e recolheu 331.490 toneladas de materiais inservíveis dos quintais de residências localizadas nos bairros Vila Maria e Ano Bom. A força-tarefa é voltada para o combate aos focos do Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e do zika vírus.

Realizada por bairros e em ciclos, com a visita e o retorno aos locais para intensificar o resultado, a ação envolve agentes da Coordenadoria de Vigilância em Saúde Ambiental, do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), Guarda Ambiental, trabalhadores do Projeto Mãos à Obra, entre outros.

Segundo relatos do coordenador de Resíduos Sólidos do Saae BM, José Ribamar Leal, 155 terrenos localizados nos dois bairros foram vistoriados.

– Emitimos 81 notificações a fim de que os proprietários providenciassem a limpeza das áreas e eliminassem os possíveis criadouros do mosquito. Deste total, quatro receberam multas por não cumprirem as exigências no prazo de 15 dias. Os valores das multas, entre R$ 148,80 a R$2.380,80, foram estipulados conforme a situação do terreno – explicou Ribamar.

Paralela à ação da Coordenadoria de Resíduos Sólidos, o prefeito Jonas Marins (PCdoB) criou no início de fevereiro a Sala Municipal de Coordenação e Controle para o Enfrentamento à Microcefalia e o WahtsApp #ZikaZero, através do número (24) 98816-9032, específico para denúncia de moradores sobre imóveis com possíveis criadouros do mosquito.

As ações intensivas têm favorecido a conscientização da população sobre a importância de eliminar os criadouros do mosquito, porém ainda não houve um grande impacto na redução dos casos de dengue no município. No primeiro trimestre de 2015 foram notificados 169 casos e confirmados 86. Até o dia 21 de março deste ano, foram notificados 177, com 72 confirmados, de acordo com dados do setor de epidemiologia da secretaria municipal de Saúde.

– Temos que avançar cada vez mais em nossas ações e envolver a comunidade. Só assim, vamos obter um resultado satisfatório. No combate ao Aedes aegypti é necessária a participação de todos – enfatizou Ribamar.

O bairro Metalúrgico, na região Leste, será a próxima localidade a receber as ações da campanha #ZikaZero, com início previsto para o dia 29 de março.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document