domingo, 8 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Barra Mansa faz chamamento para a 2ª vigência do Bolsa Família

Barra Mansa faz chamamento para a 2ª vigência do Bolsa Família

Matéria publicada em 21 de novembro de 2019, 15:00 horas

 


Beneficiados devem procurar unidade de saúde mais próxima de sua residência até o dia 06 de dezembro

Barra Mansa- Com o prazo do acompanhamento para a segunda vigência do Programa Bolsa Família chegando ao fim, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), faz um importante alerta para que os beneficiados compareçam na unidade de saúde mais próxima de sua residência, até o dia 06 de dezembro, para continuar tendo acesso ao auxílio.

Segundo um levantamento feito pela equipe da SMASDH, houve uma queda significativa no número de procura para a renovação do benefício, que pode chegar a R$700 e visa auxiliar famílias em situação de vulnerabilidade.

De acordo com o secretário em exercício da SMASDH, Leomar Gomes, na primeira vigência, ocorrida entre janeiro e junho deste ano, Barra Mansa bateu a meta nacional, atingindo 76% do acompanhamento na saúde. “Agora, na segunda vigência, registramos uma queda de quase metade do acompanhamento em relação ao primeiro semestre de 2019. É importante frisar que quem não realizar o procedimento terá o benefício suspenso e sabemos como é a realidade desses beneficiados. Por isso estamos trabalhando para mantê-los dentro do programa”, informou Leomar.

A coordenadora da Área técnica de Alimentação e Nutrição (ATAN), Jilliane Resende, falou sobre as condicionalidades do Bolsa Família. “Esse é um programa do Governo Federal, que visa garantir integridade aos beneficiados. Em Barra Mansa temos cerca de sete mil famílias que recebem o vencimento”, ressaltou.

O objetivo do Programa Bolsa Família é garantir a oferta das ações básicas, contribuindo com a inclusão social. As condicionalidades envolvem a frequência dos alunos nas aulas, participação nas vigências do acompanhamento em saúde, a regularidade das gestantes no pré-natal e a manutenção da vacinação das crianças em dia.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Em todo o país houve queda de beneficiários. Um dos motivos é que muitos usuários estavam dando informações falsas para receberem o benefício.

    Tomara que em BM não tenham esses casos.

    Agora que é uma vergonha não há dúvidas. Manter esses usuários recebendo esse benefício é mostrar que o prefeito não está fazendo nada para tirá-los desta situação.

    Além disso, a cidade perde uma grande oportunidade de se desenvolver pq esses beneficiários poderiam estar produzindo muito mais para a economia local.

    VAI VENDO aí o qu dá votar em candidatos que NÃO ENTENDEM de Gestão Pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document