quarta-feira, 16 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Questões sociais e a realidade da mulher negra são debatidas em seminário

Questões sociais e a realidade da mulher negra são debatidas em seminário

Matéria publicada em 18 de julho de 2019, 17:58 horas

 


‘Mulher Negra e Contemporaneidade’ é o tema do primeiro seminário que acontecerá nesta sexta-feira (19), a partir das 18h30, com entrada gratuita

Barra Mansa– Para relembrar e fortalecer a luta da mulher negra por uma sociedade mais justa acontece nesta sexta-feira (19), o I Seminário Mulher Negra e Contemporaneidade. O evento, gratuito e aberto para toda população, será realizado a partir das 18h30, no CEI Vieira da Silva, localizado na Rua Cristóvão Leal, nº 121, no Centro.

O encontro reunirá mulheres negras que são referência na sociedade e representantes que ocupam importantes espaços nas áreas do Direito, política e empreendedorismo. A ideia é que, através do debate e da partilha de vivências, se amplie as perspectivas e se fortaleça a trajetória individual e o protagonismo de cada uma das participantes. Além de palestras, acontecerão sorteios de brindes para o público presente.

Os temas serão “O Direito da Mulher na Sociedade sob a Perspectiva da Mulher Negra”, ministrada pela advogada, maquiadora e escritora Luciene Nascimento; “Construção Social da Autoestima da Mulher Negra”, pela psicóloga Rute S. Pereira e “Usando a capacitação como forma de empoderamento” com a empresária do ramo da Moda, Elaine Daniel.

– Falar de luta da mulher no Brasil, do nosso momento, sempre foi complicado e ainda é, principalmente para nós, mulheres negras, que sempre contribuímos para a construção do país. Infelizmente, apesar das conquistas importantes que nós já obtivemos, como a lei que garantiu direitos à empregada doméstica, nós precisamos continuar na luta para conquistar espaço, representatividade e respeito. Isso a gente só vai conseguir através da implementação das políticas públicas para as mulheres e pelas mulheres. Precisamos construir um caminho com menos obstáculos para aquelas que virão depois de nós – explicou a vice-prefeita de Barra Mansa e uma das participantes do seminário, Fátima Lima.

O seminário é uma das ações em comemoração ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha e pelo Dia Nacional de Teresa de Benguela e da Mulher Negra, ambos comemorados no dia 25 de julho. Na próxima semana também será realizada uma edição especial do Projeto Afrosaberes, com o tema Mulher, na Estação das Artes.

– Nos próximos meses do ano serão realizados mais alguns eventos, como este seminário, para o fortalecimento das políticas de promoção da igualdade racial no município. Sobre o dia 25 de julho, é importante lembrar a luta da mulher negra, que esteve à margem da conquista de direitos das mulheres na sociedade brasileira e mundial. Por exemplo, enquanto a sociedade lutava pelo direito do voto feminino, um número expressivo de mulheres negras ainda viviam em situação análoga à escravidão e sequer possuíam registro de nascimento. Esse é um passado recente da nossa história que não podemos ignorar enquanto ainda vemos e vivemos essas consequências – explicou a gerente da Gerência de Promoção da Igualdade Racial, Deviane da Costa.

O evento é uma ação da Prefeitura de Barra Mansa, através da Gerência de Promoção da Igualdade Racial (Gepir), do Conselho Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Comuppir), em parceria com a Comissão de Igualdade Racial e Intolerância Religiosa da OAB de Barra Mansa.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document