segunda-feira, 3 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Barra Mansa será beneficiada pelo Governo do Estado com ação de saneamento rural

Barra Mansa será beneficiada pelo Governo do Estado com ação de saneamento rural

Matéria publicada em 26 de fevereiro de 2016, 12:54 horas

 


Famílias residentes nas microbacias do Alto Turvo, Água Comprida e do Rio Bananal serão atendidas

Barra Mansa – Ainda neste primeiro semestre de 2016, 70 famílias da área rural de Barra Mansa serão beneficiadas com a instalação de fossas sépticas biodigestoras. A iniciativa será implantada por meio de parceria entre o Governo do Estado, através do Programa Rio Rural, e a prefeitura. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, dia 26, pelo secretário municipal de Desenvolvimento Rural, Carlos Roberto de Carvalho, o Beleza.

A instalação das fossas sépticas permitirá o tratamento de 3.360 metros cúbicos por segundo/mês. “As fossas são caixas d’água adaptadas com tecnologia desenvolvida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, que permite a destinação adequada dos dejetos, que deixarão de ser lançados diretamente no ambiente. Dessa maneira será evitada a contaminação de rios, córregos, lagos, nascentes ou mesmo da superfície do solo das microbacias hidrográficas, prevenindo doenças, verminoses e endemias. “, enumerou o secretário.

Beleza explicou o processo. “O Governo do Estado cede as caixas d’água e a contrapartida da prefeitura é o fornecimento de mão de obra e material necessário para a instalação das fossas. O sistema funciona com três caixas d’ água de mil litros interligadas. A primeira recebe o esgoto doméstico para decantação; a segunda dá continuidade a esse processo; e a terceira libera o material sem nenhum resíduo para o corpo hídrico”, detalhou.

Segundo Nelson Pentagna, coordenador regional do Rio Rural, a seleção das famílias seguirá alguns critérios. “Vamos priorizar famílias com áreas de produtividade mais próximas de rios e córregos e maior número de pessoas”, ressaltou Pentagna, salientando que a iniciativa representa R$ 150 mil de investimentos na área rural.

Para o coordenador local da Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural), Antonio Paz Guiscafré, a proposta alia sustentabilidade, preservação da natureza e o desenvolvimento no campo. “Todos se beneficiam. Os produtores rurais e suas famílias, a comunidade, que sai fortalecida com a preservação do ambiente e o estímulo à produção, e a sociedade em geral, com a redução dos gastos com tratamento de doenças no futuro. Estudos apontam que para R$1 investido em saneamento básico, R$5 são economizados em saúde”, concluiu.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    País nojento aonde as coisas só saem das gavetas vésperas de eleição!

Untitled Document