Bolsa Família tem prazo prorrogado em Resende - Diário do Vale
terça-feira, 21 de setembro de 2021 - 11:11 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Bolsa Família tem prazo prorrogado em Resende

Bolsa Família tem prazo prorrogado em Resende

Matéria publicada em 30 de outubro de 2017, 18:13 horas

 


Resende – A prefeitura prorrogou até o dia 8 de novembro o prazo para que os cadastrados do programa Bolsa Família compareçam aos postos para o acompanhamento de saúde exigido pelo Governo Federal. A secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, responsável por este acompanhamento periódico, alertou que é necessário levar também as crianças, menores de sete anos de idade, para vacinar, pesar e serem medidas. No caso de gestantes, é necessário estar com o pré-natal em dia.

A secretaria de Assistência Social, Jéssica Pavone, explica que os responsáveis familiares que não forem aos postos de saúde fazer o acompanhamento necessário poderão ter seus benefícios bloqueados ou até mesmo suspensos. Em Resende há mais de 10 mil inscritos no cadastro Único para Programas Sociais. Dessas, 2.288 pessoas são beneficiadas pelo Programa Bolsa Família.

– Na primeira vigência da condicionalidade, realizada em junho, compareceram apenas 60,80% dos responsáveis familiares dependentes do Bolsa Família, quando em nível nacional o atendimento foi de 78,29% naquele período. Quando uma família entra no programa, ela e o poder público assumem compromissos (condicionalidades) para garantir o acesso de suas crianças e adolescentes à saúde e à educação. Os responsáveis devem comparecer com seus filhos, de até sete anos. E, também, com os seus dependentes, mulheres entre 14 e 44 anos nas unidades de saúde do seu bairro – alerta a secretária.

O Programa Bolsa Família faz a transferência direta de renda que beneficia famílias classificadas pelo Governo Federal como extremamente pobres (com renda mensal de até R$ 85,00 por pessoa); ou pobres (com renda mensal de R$ 85,01 a R$ 170,00 por pessoa). O acompanhamento das “condicionalidades de saúde” é semestral. A primeira etapa foi encerrada em junho.

Anualmente, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) convoca as famílias inscritas no Cadastro Único, principalmente as beneficiárias do Bolsa Família para atualizarem seus cadastros nos processos de Revisão Cadastral e Averiguação Cadastral. Estes processos já começaram e, todas as famílias que estão sem atualizar os dados, devem procurar o CRAS de referência do seu bairro. Resende tem seis CRAS – Centro de Referência da Assistência Social (CRAS Toyota, Itapuca, Lavapés, Paraíso e Jardim Esperança e o Itinerante).

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. É de muita tristeza uma cidade como Resende ainda ter 2.288 pessoas dependentes do Bolsa Família. Isso demonstra que os governantes não estão fazendo o básico para tirar essas pessoas dessa situação.

    Em VR no passado o secretário da SMAC e o Neto comemoraram ter mais de 10 mil bolsas famílias na cidade. Na verdade eles estavam comemorando a vinda de dinheiro para circulação na economia, mas não sabiam eles que estavam demonstrando desprezo com todos.

    Devíamos comemorar que em nossas cidades NÃO EXISTEM NENHUM CIDADÃO dependente do BF, assim provaríamos que na cidade não existe pessoas pobres.

    Mas isso só acontece onde os eleitores SÓ escolhem candidatos que CONHECEM a Administração Pública e ENTENDEM de Gestão Pública, né?

Untitled Document