terça-feira, 11 de maio de 2021 - 19:47 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Campanha arrecada ração para cães abandonados em Barra Mansa

Campanha arrecada ração para cães abandonados em Barra Mansa

Matéria publicada em 3 de janeiro de 2017, 20:33 horas

 


Mais de cem animais precisam urgente de ração Kanina, Zorro ou Nero, doações podem ser feitas em agropecuárias conveniadas

Ração acabou: Cachorros de abrigo precisam com urgência de ração Kanina, Zorro ou Nero (Foto: Divulgação)

Ração acabou: Cachorros de abrigo precisam com urgência de ração Kanina, Zorro ou Nero (Foto: Divulgação)

Barra Mansa – A APA (Associação Barramansense de Proteção de Animais) está promovendo uma campanha de doação de ração para os 108 cães que vivem no abrigo em Barra Mansa. Podem ser doadas rações para cachorros adultos e filhotes das marcas: Kanina, Zorro ou Nero.

As doações podem ser feitas na Agropecuária Folha Verde, localizada na Rua Pinto Ribeiro, nº 380, Centro, na Agropecuária Estamparia, na Rua Ari Fontenele, nº 191, Centro, ou no bazar da APA criado também para comprar ração, pagar medicamentos, veterinários e funcionários. O estabelecimento fica na Avenida Joaquim Leite, nº 541, Centro. O horário de funcionamento é de 9h às 17h.

De acordo com a presidente da APA, Cecília Amaral, todos os animais foram resgatados das ruas e muito deles são idosos, outros doentes, debilitados e ainda há filhotes, todos têm acompanhamento médico e estão disponíveis para adoção. Como não existe convênio com nenhum órgão público, Cecília faz um apelo a população para quem puder contribuir com a doação de ração irá ajudar muito aos animais.

– Estamos precisando da ajuda da população com qualquer quantidade de ração, pois irá ajudar muitos aos animais que cuidamos. Todos não tem dono e foram abandonados nas ruas, a associação fez o resgate e desde então eles são assistidos por nós até encontrarem um novo lar – disse.

São utilizados por dia três sacos de 15kg de ração, uma despesa mensal de 90 sacos de ração, por isso a necessidade e urgência das doações. Cecília comentou ainda que quem puder doar vasilhas, jornais e medicamentos em geral também são bem-vindos e podem ser deixados no bazar da APA.

Adote um animal e receba amor

Os 108 cães cuidados no abrigo estão disponíveis para adoção, todos foram abandonados nas ruas, muitos deles conviveram a vida inteira com o dono, mas quando ficaram idosos acabaram sendo jogado nas ruas a própria sorte. Muitos filhotes também não tiveram a oportunidade de ter um lar e foram descartados. Cecília Amaral enfatizou que os interessados em adotar um animal podem entrar em contato através do número (24) 99957-9459, para poder marcar uma visita ao abrigo. A presidente comentou ainda que o endereço do abrigo é preservado para inibir a ação de abandono que acontece constatemente, até animais mortos, segundo Cecília, são deixados próximo ao abrigo.

– Sempre preservamos o endereço do abrigo a fim de evitar o abandono dos animais, já tivemos casos de ver animais mortos sendo descartados na porta do abrigo, por isso mantemos o sigilo do local. Porém os interessados em adotar devem fazer contato pelo telefone e marcar uma visita, toda a adoção é registrada junto aos dados do adotante e toda as informações são arquivadas – falou, acrescentando que adotar um animal é um gesto de solidariedade e amor, principalmente aqueles animais que precisam mais de atenção.

Abandono de animais aumenta em 40% no fim de ano

Ainda de acordo com Cecília Amaral o aumento de abandono de animais aumenta em 40% no fim de ano com as férias escolares e viagens. A presidente explicou ainda que também em virtude dos fogos de artifícios muitos animais ficam amedrontados e acabam fugindo de casa.

– O abandono no fim do ano aumenta em torno de 40% devido as férias escolares e as viagens de Ano Novo, muitos não tem paciência e não conseguem deixar o animal com alguém, por isso jogando o cachorro ou gato no meio da rua. Também em virtude dos fogos de artifícios, muitos animais acabam fugindo de casa com medo do barulho dos fogos, o ideal é deixar o animal perto de você para ele se sentir protegido – comentou.

Cecília destacou que é crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, doméstico ou domesticados, nativos ou exóticos. A pena é de três meses a 1 ano e multa. Denúncias podem ser feitas nas delegacias de Polícia Civil.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Mel e Fernando,procure a ong e coloque as sua ideias em pratica e facil ficar criticando, os caes podem morrer de fome enquanto voces ficam nas suposiçoes,castrar os animais que vive na rua e jmportante para que haja um controle , mas vamos ajudar esta ong para que estes caes nao morra de fome.

  2. Avatar

    GOSTARIA DE SABER QUAL A ATITUDE DA APA RELACIONADA AOS CACHORROS DE BARRA MANSA?

    NÃO FAZEM CASTRAÇÕES, NÃO RECOLHEM ANIMAIS DAS RUAS QUANDO LIGAMOS PRA FAZER ALGUMA DENUNCIA E AINDA INDICAM PRA GENTE LIGAR PRA GUARDA AMBIENTAL.

    E AGORA ESTÃO FAZENDO CAMPANHA PRA RECOLHER RAÇÃO?
    APOIO A CAUSA DOS ANIMAIS MAIS ACHO QUE DEVERIA SER MAIS BEM ADMINISTRADO ESSA ONG E FAZER CAMPANHAS PRA CASTRAR OS ANIMAIS ABANDONADOS.

  3. Avatar

    Notícia legal! Melhor do que alimentá-los seria realizar uma campanha de “castração gratuita”. Assim deste maneira penso eu que a “natalidade” de animais abandonados seria controlada evitando-se doenças e o sacrifício dos animais.
    Prevenção sempre é mais barato do que a correção!

    • Avatar

      Correto Fernando, evitar novas ninhadas no futuro é importante, mas alimentar os que já nasceram é uma necessidade do momento que não pode esperar.

Untitled Document