domingo, 21 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Campanha vacina cães e gatos em Volta Redonda

Campanha vacina cães e gatos em Volta Redonda

Matéria publicada em 23 de setembro de 2018, 20:49 horas

 


Poodle recebe vacina contra a raiva no Volta Grande
(Foto: Júlio Amaral)

Volta Redonda – Os donos de cães e gatos em Volta Redonda tiveram a oportunidade de imunizarem seus animais neste sábado 22, durante a a primeira etapa da Campanha de Vacinação Antirrábica Animal. De acordo com a secretaria de saúde, a vacina é gratuita e foi disponibilizada das 8h às 17h em 29 locais da cidade entre Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF), Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e escolas municipais. Foram mobilizados para este primeiro dia da campanha cerca de 130 profissionais, entre médicos veterinários, agentes de saúde, agentes de endemias, estudantes de medicina veterinária voluntários. Já o segundo e último dia de vacina será no próximo sábado, dia 29 de setembro. A expectativa da secretaria é de vacinar, aproximadamente, 9,5 mil animais, entre cães e gatos neste primeiro dia de vacinação, que corresponde a metade da meta a ser alcançada pelo município.
De acordo com o supervisor do Centro de Zoonoses, Glauco Silva, que atuou na UBSF(Unidade Básica de Saúde da Família) do bairro Volta Grande, a expectativa era de vacinar naquela unidade cerca de 1.300 animais entre cães e gatos neste sábado, sendo que até ao meio dia já tinham sido vacinados 622 cães e 76 gatos.
Segundo o supervisor, não é recomendada a vacinação em casos de a fêmea estar prenha e só vacinar a partir dos três meses de idade. Em relação ao cão ter sofrido uma mordida, o supervisor Glauco recomenda encaminhar o animal para o centro de zoonose em Três Poços para uma avaliação.
O supervisor esclarece que a vacina não causa nenhuma reação aos animais.
– Tivemos alguns problemas anteriormente, mas desde a campanha do ano passado não tivemos informações de casos de reação à vacina em cães ou gatos. Em relação a incidentes como mordidas ou brigas de cães ou gatos, o técnico da zoonose esclarece que no caso de animais mais agitados ele solicita aos donos segurarem com mais cuidado os animais, mas é muito rara a ocorrência de incidentes desse tipo – comenta.
O morador do bairro Volta Grande, Jarbas Leite Filho, afirma que todo ano de campanha leva a sua cadela Pérola de anos ao posto de vacinação do bairro. “Hoje em dia não posso dar bobeira, a Pérola é muito querida em casa e não me perdoaria se ela contraísse raiva porque esqueci levá-la ao posto”, disse Jarbas.
Para Denner Araújo, que também é morador de Volta Grande e trouxe uma fêmea que encontrou perdida na Ilha São João, a prevenção é primordial.
– A encontrei abandonada na 5º feira e como a levei para a minha casa, resolvi aproveitar a campanha e traze-la para vacinar. Depois vou doá-la – comentou.
Já a moradora do Santo Agostinho, Ivonete Ferreira e dona da cadela Pinscher de nome Cristal, de apenas um ano, diz que é a primeira campanha que a Cristal participa, mas que pretende trazê-las nas próximas.
Segundo o secretário de Saúde de Volta Redonda, Alfredo Peixoto, a Campanha de Vacinação Antirrábica Animal é uma medida preventiva, e de essencial importância, pois a raiva é uma moléstia terrível, que pode levar a óbito se não atendida a tempo e a melhor forma de se proteger contra a doença é vacinando os animais.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Quero por gentileza saber se 29/10.tera vacinação.bairro 249.Ponte Alta.grata

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document