quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Capd comemora 30 anos de inclusão social

Capd comemora 30 anos de inclusão social

Matéria publicada em 16 de julho de 2015, 22:05 horas

 


Centro de Atendimento à Pessoa com Deficiência faz várias oficinas para 130 usuários e tem aprovação dos familiares

Aniversário: Data foi festejada na sede do Capd, com a presença de usuários e seus familiares (Foto: Divulgação PMVR)

Aniversário: Data foi festejada na sede do Capd, com a presença de usuários e seus familiares (Foto: Divulgação PMVR)

Volta Redonda – O Centro Dia de Atendimento à Pessoa com Deficiência (Capd), que funciona ao lado da Escola Municipal Dayse Mansur, no bairro Jardim Paraíba, comemorou hoje (16), 30 anos de funcionamento. A data foi festejada com um café da manhã com a presença do prefeito Antônio Francisco Neto (PMDB), do secretário municipal de Ação Comunitária, Munir Francisco, da diretora de Proteção Especial da secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac), Rosane de Carvalho, e a gerente da unidade Elizabeth Melo Silveira dos Santos, além de funcionários, usuários e seus familiares. O Capd é administrado pela Smac.
Além dos parabéns puxado pelo prefeito Neto, o gingle da cidade – “Volta Redonda é nossa paixão” – fez sucesso entre os usuários e familiares, que ensaiado pelo coro de usuários do Capd, teve bis. O evento foi marcado pela emoção na hora dos discursos, principalmente pelo trabalho de referência na área social que é feito no dia a dia pelo Capd, que recebe pacientes com deficiências médias em situação de dependência, de média complexidade no âmbito da Proteção Social Especial e aqueles em situação de risco, ou de abandono. Todos participam de mais de uma dezena de oficinas na sede do centro.
O período de dedicação a essas pessoas, que começou a partir de 1985 com a criação do Centro, foi destacado pela gerente Elizabeth, que está há 10 anos na gerência do órgão público.
– Hoje é um marco no atendimento à pessoa com deficiência na nossa cidade. O futuro será fortalecer a articulação com outras secretarias, visando as parcerias para qualificar cada vez mais o atendimento aos usuários. O mais importante é olhar na sua amplitude e reforçar as parcerias com a saúde, educação e demais órgãos públicos – frisou. Ela concluiu que “a família Caped”, numa referência aos funcionários da sua equipe, se dedica ao lugar e o transformou num espaço de carinho, amor e de alegria para usuários e os familiares.
O secretário Munir Francisco disse que Volta Redonda virou referência nacional com os 33 Cras (Centros de Referência e Assistência Social) nos bairros e três CAM (Centros de Atenção Múltiplas) e que o Capd é destaque no trabalho de inclusão social, “graças à competência da equipe que foi montada no Centro”, que hoje faz capacitação nas oficinas de jornal, cerâmica, mosaico, artesanato, bijuteria, pintura, tapeçaria em retalho, marcenaria, convivência, saídas socioeducativas, atividade física e oficina de psicomotricidade.
– O prefeito Neto tem investido forte na área de assistência social e Volta Redonda vem avançando cada vez mais – enfatizou.
Anualmente, o Capd ganha visibilidade do seu trabalho com uma exposição dos mosaicos e artesanatos produzidos pelos usuários do centro, no Espaço das Artes Zélia Arbex, na Vila Santa Cecília.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document