;
terça-feira, 1 de dezembro de 2020 - 18:39 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Carnaval aquece vendas em VR e BM

Carnaval aquece vendas em VR e BM

Matéria publicada em 16 de fevereiro de 2020, 09:24 horas

 


Lojistas destacam que procura por artigos cresce com a chegada da ‘Festa de Momo’

Artigos para a festa de carnaval invadiram prateleiras e vitrines-Foto: Júlio Amaral

Barra Mansa e Volta Redonda- Faltando menos de uma semana para o Carnaval, que neste ano acontece entre os dias 22 e 25 de fevereiro, enquanto os foliões se preparam para aproveitar a folia, muitos empreendedores estão aproveitando a época para faturar. Segmento que não para de crescer, a venda de fantasias, acessórios, adereços e maquiagens específicas para o Carnaval já toma as vitrines e está sendo garantia de lucros no comércio.

É o que garante a gerente de uma loja de artigos, Bruna Machado, ao afirmar que o investimento do estabelecimento, para este Carnaval, foi bem superior a anos anteriores. “Nós tiramos algumas mercadorias e artigos que vendemos ao longo do ano da área exposição, só para colocarmos as coisas de Carnaval. Hoje, 60% da loja é composta por fantasias, máscaras, acessórios, óculos com temas, tinta para cabelo, maquiagens com muito brilho entre outros itens que também são procurados pelos foliões”, destacou a gerente.

Ainda segundo ela, um fator que tem contribuído para as vendas são os bailes de pré-Carnaval, os desfiles de blocos em cidades vizinhas e também as festas de Carnaval promovidas pelas escolas, que atraem o interesse das crianças pelas fantasias.

“Tem muita gente pesquisando, mas já tem muitos clientes aproveitando para comprar. Temos uma variedade enorme de fantasias para crianças, investimos em vários personagens, e isso tem ajudado a atrair as pessoas”, disse Bruna, ao ressaltar que os foliões encontram na loja artigos que vão desde R$ 1,99 até R$ 150 reais. “O tema girassol e mulher maravilha estão sendo os mais procurados”, acrescentou.

Gerente de uma loja de aviamentos, a comerciária Kezia Mendes Xavier também observou, nós últimos dias uma procura maior por artigos de Carnaval, no entanto, ela garante que o “boom” nas vendas seria a partir desse fim de semana, por conta do blocos de pré-carnaval.

Na loja, onde são vendidas as fantasias, máscaras e acessórios, o cliente, segundo Kezia, ainda encontra como opção os artigos para compor ou fazer a própria fantasia.

“Nós já temos as fantasias prontas, assim como os acessórios, mas como somos uma loja de aviamentos, também temos muitas opções para quem quer personalizar a fantasia ou abadá. Hoje posso dizer que 40% da nossa clientela para o Cara é composta por adolescente a procura de acessórios ou de personalizar a própria fantasia”, disse a gerente.

Volta Redonda estima alta

Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-VR), bloquinhos, festas entre amigos e pré-Carnavais já motivam a venda antes mesmo da semana final para a “Festa de Momo”. Alguns setores do comércio como lojas de aluguel de fantasias e o setor de carnes e bebidas apresentam um aumento de pelo menos 8% nas vendas neste período.

Para o presidente da CDL, Gilson de Castro, apesar de muitas pessoas aproveitarem para viajar, elas antecipam as compras para curtir a folia e gastam uma quantia a mais no comércio local. “Além disso, hoje em dia a programação dos blocos é intensa em Volta Redonda é isso ajuda a movimentar a economia antes da data. Quem fica sempre busca uma opção de lazer, se reúne e isso também gera vendas”, disse.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Volta Redonda (Sicomércio-VR), Jerônimo dos Santos, lembrou que, mesmo sendo feriado estadual, o comércio pode funcionar na terça-feira de Carnaval, respeitando o pagamento de horas-extras e outras cláusulas da convenção coletiva. “Para o comércio, só a terça é feriado, mesmo assim, é opcional abrir. Muitas pessoas aproveitam o dia quando não viajam com a família, saem para comer fora, ir ao shopping e fazer compras com mais tempo. Com isso vários setores registram aumentam nas vendas”, acrescentou.

Festas juninas ganham mais espaço e
rendem mais em aluguel de fantasias

Mesmo admitindo que o Carnaval já não é o seu melhor período para se ganhar dinheiro – perdendo para a época de quadrilhas e festas juninas – a comerciante Célia Maria de Fátima, que aluga fantasias no Aterrado, afirma que ainda é possível ganhar dinheiro neste período.

– No meu caso, consigo registrar um aumento de 5% nos aluguéis, pois felizmente muita gente gosta de se fantasiar para participar da folia. A procura maior é de clientes femininos e as fantasias que mais saem são as de palhaço, melindrosas, dançarinas de Cancan, ciganas e colombina, sendo que o aluguel gira em torno de R$ 35 por quatro dias. A minha expectativa é conseguir alugar mais fantasias que o ano passado – diz otimista.

Uma observação feita por Kezia Mendes Xavier é que muitas lojas, de outros segmentos também estão aproveitando o período para vender artigos de Carnaval. Questionada se esse fator vai atrapalhar as vendas das casas mais tradicionais, ela afirma que não. “Estamos com variedades para atender quem quer a fantasia pronta e para quem quer fazer. Esse é nosso diferencial e acredito que essa semana as vendas serão um sucesso”, afirmou a gerente.

A comerciante Denise Oliveira da Silva é um exemplo de quem apostou na venda de fantasias, mesmo sendo de outro segmento. Ela, que trabalha com a venda de artigos e acessórios para celular, arranjou um espaço na loja só para colocar fantasias infantis.

“As vendas no comércio, neste início de ano, são muito fracas, porque as pessoas estão focadas em outras despesas. Então temos que inovar e investir no que está de acordo com a época. Como aqui na loja têm muitas críticas que vêm compra acesso para tablets e celulares, resolvi vender as fantasias e está dando muito certo. Também divulgou no grupo da escada do meu filho e tem muita gente já vindo reservar”, finalizou


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document