>
sábado, 28 de maio de 2022 - 20:15 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Central de testagem para Covid-19 na Ilha São João segue com vagas abertas para o fim de semana

Central de testagem para Covid-19 na Ilha São João segue com vagas abertas para o fim de semana

Matéria publicada em 21 de janeiro de 2022, 14:35 horas

 


A central de testagem funciona na Ilha São João de segunda-feira a domingo, das 08h30 às 17h – Foto: Cris Oliveira(PMVR).

Volta Redonda- A central de testagem para Covid-19 aberta na Ilha São João, pela Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), está com vagas abertas para este fim de semana, dias 22 e 23. Conforme nota técnica emitida pela Secretaria de Saúde, a prioridade é testar pacientes com sintomas (sintomáticos).

Devem procurar a central de testagem pessoas que apresentem sintomas, como: febre, calafrio, tosse, coriza, dor de garganta, cabeça e alterações no olfato ou paladar. As pessoas devem agendar o teste através do link: encurtador.com.br/pzHJO

No cadastro, é necessário preencher um e-mail válido, para que a confirmação possa ser encaminhada à pessoa. Após a conclusão do cadastro, o paciente receberá a confirmação, com o horário em que deve comparecer ao local, no e-mail fornecido. A resposta é o comprovante.

A central de testagem funciona na Ilha São João de segunda-feira a domingo, das 08h30 às 17h, inclusive com atendimento médico. Os testes disponíveis para detecção da Covid-19 na rede pública são os de antígeno e RT-PCR. Vale ressaltar que os atendimentos emergenciais continuam sendo feitos nas unidades de referência.

Testagem na Atenção Básica

As 46 unidades básicas de saúde (UBSs e UBSFs), da Atenção Básica de Volta Redonda, continuam oferecendo testagem para Covid-19, de segunda a sexta-feira, das 08h às 16h. Algumas têm horário diferenciado para testagem até as 21h: Volta Grande e São Geraldo.

Os atendimentos também devem ser agendados no mesmo endereço online. No cadastro para testagem, o morador pode escolher em qual unidade prefere ser atendido.

As vagas para atendimento e teste nas unidades básicas de saúde são disponibilizadas de acordo com a capacidade própria. O serviço que passará a ser oferecido aos fins de semana em algumas unidades será, exclusivamente, de vacinação contra Covid-19.

Reestruturação dos atendimentos

Com a chegada da variante Ômicron, o aumento da procura por testes na rede pública e com o avanço de casos confirmados pela Covid-19. A Prefeitura de Volta Redonda diante deste novo cenário pandêmico está reestruturando os atendimentos.

Uma das medidas adotadas, inicialmente, foi à descentralização dos serviços de testagem que, até então, eram oferecidos nas unidades básicas de saúde e na rede de urgência. No entanto, o governo municipal estuda novas maneiras para continuar atendendo da melhor forma a população, sem que isso sobrecarregue ainda mais os profissionais de saúde.

O coordenador da Vigilância em Saúde de Volta Redonda, o médico sanitarista Carlos Vasconcellos, explicou que o centro de testagem, na Ilha São João, é para evitar o contato entre pacientes com suspeita de Covid-19, com moradores em busca de outros atendimentos nas unidades de saúde.

“Nossa preocupação é, sobretudo, com crianças e idosos que frequentam diariamente a rede de Atenção Básica para acompanhamento de rotina. Por isso, demos início à descentralização dos atendimentos e testagens para Covid-19”, afirmou o coordenador.

Vasconcellos ainda esclareceu que não basta abrir novos centros de testagens em outros pontos da cidade sem ter profissionais de saúde.

O médico frisou que a rede pública de Volta Redonda trabalha no máximo do seu limite, pois muitos profissionais, incluindo técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos estão afastados de suas funções devido à contaminação pela doença.
“Nossos profissionais estão trabalhando em seu limite, não só de contingente, mas físico e psicológico. Há quase três anos, esses mesmos profissionais continuam no enfrentamento à pandemia trabalhando na linha de frente. Sem contar que nesse novo cenário, a variante Ômicron é ainda mais contagiosa do que as outras que vencemos”, disse.

Reforço das medidas de prevenção

A variante Ômicron é altamente transmissível, alertou o coordenador municipal da Vigilância em Saúde. Carlos Vasconcellos ressaltou a importância de serem mantidas e reforçadas as medidas de prevenção individual.
“Completar o esquema vacinal e a dose de reforço, usar máscara em todos os ambientes, principalmente em locais fechados, evitar aglomerações e higienizar as mãos constante. São ações eficazes no combate à pandemia da Covid-19 e devem ser adotadas por todos os moradores”, finalizou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document
close