sexta-feira, 16 de abril de 2021 - 21:25 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Centro de Atendimento para Pessoa Idosa com Alzheimer passa por reforma em Volta Redonda

Centro de Atendimento para Pessoa Idosa com Alzheimer passa por reforma em Volta Redonda

Matéria publicada em 1 de abril de 2021, 10:57 horas

 


Obra deve ser concluída em maio; retorno das atividades com pacientes e familiares ainda será avaliado

Unidade fica localizada no bairro Jardim Paraíba (Foto: Divulgação PMVR)

Volta Redonda – O Centro de Atendimento para Pessoa Idosa com Alzheimer e Familiares,  Centro-Dia Synval Santos, está passando por reforma total em Volta Redonda. A Smac (Secretaria Municipal de Ação Comunitária), responsável pelo espaço, retomou o contrato existente com a empresa licitada para executar a obra, que deve ser concluída em maio deste ano. A unidade é primeiro centro público especializado no atendimento a pessoas portadoras da doença de Alzheimer no Brasil, localizado no bairro Jardim Paraíba.

O secretário de Ação Comunitária, Munir Francisco, comentou que o Centro-Dia foi inaugurado em 2014, no então governo Neto, e devido à pandemia da Covid-19 o retorno das atividades no espaço será realizado em tempo oportuno e seguro. “Em 2019, os atendimentos do Centro-Dia foram transferidos para o Cras do Brasilândia, mas em breve o Cras do bairro voltará com os serviços de Assistência Social”, disse.

O Centro

O Centro de Atendimento fica localizado na Rua 548, número 101, Jardim Paraíba, ocupando uma área construída de 870 metros quadrados. A unidade possui dois andares com: recepção, três salas de atividades, duas salas de repouso (com TV, lavabo e banheiros adaptados), sala de acolhimento, sala da diretoria e equipe, sala para equipe de apoio, cozinha, refeitório, área de convivência coberta, área para caminhada, área externa, banheiros masculino e feminino adaptado e auditório para 50 pessoas, recepção, entre outras.

O local poderá atender até 100 pessoas, sendo 40 pessoas diariamente e os demais semanalmente, que serão acompanhadas por uma equipe multidisciplinar. Os usuários poderão fazer diariamente inúmeras atividades em grupo, como movimentos de estímulos com a atenção de fisioterapeutas, atendimentos com psicólogos e aulas de música.

Entre as oficinas que serão desenvolvidas no local estão: sócio ocupacionais e do movimento (com terapeuta ocupacional, fisioterapeuta e educadores físicos e social); música, memória, linguagem, comportamento e atividade da vida diária, com objetivo de preservar a qualidade de vida, autonomia e independência dos usuários; lúdica, aeróbica que trabalha a parte muscular e de socialização entre eles; trabalho em grupo para manutenção do tônus muscular, alongamento, movimentos com cadência para funcionalidade junto com a socialização.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document