>
terça-feira, 24 de maio de 2022 - 03:36 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Centro Dia para Idosos volta a funcionar em Volta Redonda

Centro Dia para Idosos volta a funcionar em Volta Redonda

Matéria publicada em 13 de janeiro de 2022, 14:04 horas

 


Espaço, que foi totalmente revitalizado, tem capacidade para atender 25 idosos diariamente

As atividades serão retomadas na próxima segunda-feira, dia 17 – Foto: Divulgação PMVR.

Volta Redonda-  Dando continuidade aos investimentos para terceira idade, a Prefeitura de Volta Redonda entregou na manhã desta quinta-feira, dia 13, o Centro de Atendimento à Pessoa Idosa José Conrado. A unidade fica localizada na Rua 12 de outubro, no bairro Aterrado.

O espaço, que foi totalmente revitalizado, retoma as atividades na próxima segunda-feira, dia 17. O funcionamento da unidade é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O vereador Paulo Conrado, filho do homenageado ressaltou que estava duplamente feliz.

“Primeiro porque estamos reinaugurando um espaço tão importante como esse e também pela homenagem que está sendo feita ao meu pai, que trabalhou e criou a nossa família em Volta Redonda. É um lugar que vai promover a integração e a socialização dos idosos, com muito carinho. Quero agradecer a administração municipal pelo trabalho que vem fazendo na nossa cidade”, disse o vereador.

O serviço é destinado a idosos, cujos vínculos sociais ou comunitários estejam sob a iminência de serem rompidos ou ainda cujas relações estejam fragmentadas causando danos e violações de direitos aos mesmos. O equipamento possui capacidade para atender 25 idosos diariamente, com frequência de 2 ou 3 dias semanais, pelo período entre 8h às 16h.

Além do atendimento social realizado pela equipe do Centro Dia a Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) disponibiliza uma van responsável pelo transporte desses usuários de casa para a unidade e da unidade para a casa, diariamente.

O Centro Dia para Idosos tem como finalidade ofertar ações que busquem a autonomia, a inclusão social, o pertencimento comunitário e a qualidade de vida da pessoa idosa. Entre as atividades ofertadas no local estão às oficinas de convivência, sócio-ocupacionais, de mobilidade, além do acompanhamento individualizado, familiar e grupal.

Durante as oficinas são trabalhadas questões como a independência, autonomia, manutenção de vínculos sociais, comunitários, pertencimento social e resgate da autoestima dos idosos que apresentam quadros de violações de direitos. Os trabalhos são realizados por psicólogo e assistente social.

Em paralelo a essas oficinas coletivas são realizados também o apoio e suporte familiar objetivando escuta das demandas, orientações ao núcleo familiar, reorganização das formas de relacionamento interpessoal e rompimento do ciclo de violação de direitos.

Os idosos que passam o dia na unidade recebem três refeições: café, almoço e lanche (além de duas colações para balanceamento nutricional feita por profissional específico da área). O encaminhamento dos idosos para o Centro Dia deve ser realizado pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) ou pelo Sistema de Garantia de Direitos.

A unidade é composta por uma equipe multidisciplinar formada por Coordenação técnica, Assistente Social, Psicólogo, Fisioterapeuta e Cuidadores de idosos.

O secretário municipal de Ação Comunitária, Munir Francisco, ressaltou que 2021 foi um ano de reconstrução da assistência no município.

“Reconstruímos e abrimos 90% dos espaços que estavam fechados e sem condições de uso. Reabrimos 31 Centros de Referência em Assistência Social, o Centro de Alzheimer, revitalizamos o Abrigo Seu Nadim, a Residência Inclusiva, iniciamos a reforma do Capd e Creas. Hoje estamos entregando mais esse espaço para a população. Esse ano vamos continuar avançando e cuidando das pessoas , resgatando a sua dignidade e sua cidadania”, lembrou Munir.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document