sábado, 24 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Centro universitário investe em método alternativo de ensino com curso de Floresta Escola

Centro universitário investe em método alternativo de ensino com curso de Floresta Escola

Matéria publicada em 23 de setembro de 2017, 16:40 horas

 


Barra Mansa – A primeira turma de “Introdução em Floresta Escola” do UBM – Centro Universitário de Barra Mansa – em parceria com o Projeto Ambiental Gaia (PAG), do Colégio UBM, concluiu, esta semana, o curso que promoveu o ensino de um conceito trazido de escolas de jardim de infância da Europa. O sistema se baseia em fazer da natureza uma sala de aula.

Durante cinco dias no horto florestal do UBM, profissionais da área da educação aprenderam sobre práticas de instrução e ensino na floresta, dinâmicas e procedimentos de segurança. As “forest schools” ou escolas da floresta são instituições que propõem um processo alternativo de aprendizado, em que todas as atividades acontecem ao ar livre e, fundamentalmente, em meio à natureza.

Um dos grandes objetivos da formação em Floresta Escola é capacitar profissionais que instruam as crianças para que elas possam aprender a explorar o ambiente externo de uma maneira profunda e com uma vivência real. Patrick Harrison, treinador de nível 4 em Floresta Escola do Green Bow Institute, no Reino Unido, é o instrutor do curso no UBM e ressaltou o impacto que essa metodologia tem no ensino. “Desenvolver essas habilidades faz com que sejam estimulados não só o aprendizado dos alunos, mas auxilia em aspectos psicológicos e em noções de sociedade, além de ampliar o contato com o meio em que vivem aprendendo com o que ele tem a oferecer”, explicou.

A turma contou com 23 alunos de dentro e fora do país, como Volta Redonda, Porto Real, Ubatuba, Itatiaia, São Paulo e até mesmo Espanha e Argentina. O curso, que é de nível 2 e introdutório, forma assistentes; o de nível 3, forma líderes, e ambos estão previstos para serem implantados logo no 1º semestre do próximo ano.

A especialização é voltada para professores da educação infantil e fundamental I, pedagogos, biólogos e estudantes, diretores de escola, estudantes de Biologia e educação e interessados em educação não-formal em ambientes abertos e convívio na floresta.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document