Chuvas em Angra deixam Defesa Civil em alerta

by Diário do Vale

Angra dos Reis

As chuvas fortes que atingiram Angra dos Reis no final de semana deixaram a Defesa Civil em estado de alerta. Segundo a autarquia, o nível pluviométrico registrados nos últimos dias foi bastante elevado. Só nas últimas 24 horas choveu 77 milímetros em Garatucaia, 53 milímetros no Portogalo, 49 milímetros na Praia da Chácara e 41 milímetros no Parque Mambucaba.
Como a região de Monsuaba, Cantagalo e Portogalo foi a que apresentou maior índice de chuvas, com acumulado de mais de 200 mm, a sirene de emergência do bairro foi acionada quando o pluviômetro marcou 170mm. Os moradores foram orientados a sair de casa.
O secretário municipal de Defesa Civil, Marco Oliveira, informou que não houve registro de ocorrências graves, mas apenas um pequeno deslizamento no Morro da Caixa D’Água, na região central, e a queda de uma árvore na estrada do Contorno. Os dois casos foram resolvidos entre o sábado e o domingo.
Já na noite de domingo e madrugada de segunda, foram registradas mais três ocorrências, também sem gravidade. Quatro pequenos deslizamentos nos morros do Peres, Cruz, Glória II e Tatu, além da queda de uma pequena árvore numa residência da Praia do Anil. A equipe de engenharia voltou aos locais no sábado e voltaria ainda ontem para realizar novas vistorias. Ninguém se feriu.
– A sirene do Cantagalo foi acionada porque choveu bastante durante três dias naquela região. O que mais nos preocupa neste momento é sempre o acumulado de chuva. Por isso estamos atentos durante esses dias a qualquer movimentação de terra. Pedimos aos moradores que a qualquer sinal de trinca em suas casas ou algum abalo, saiam de suas casas imediatamente, desliguem a chave geral de energia elétrica e o gás de cozinha e procurem um local seguro, e entrem em contato com a Defesa Civil pelo telefone 199 – frisou o secretário Marco Oliveira.
Na noite de sábado, uma equipe da Defesa Civil também foi enviada ao Parque Mambucaba por causa da alta da maré e da chuva forte, combinação que poderia resultar no transbordamento dos rios Mambucaba e Perequê. Uma mensagem de alerta por SMS foi enviada aos moradores para que deixassem suas casas e procurassem lugar seguro. Cerca de três horas depois, com o cessar da chuva, nova mensagem de texto foi enviada para desmobilização e a volta das atividades normais.
Outros bairros vistoriados pela Defesa Civil no final de semana foram a Monsuaba, Cantagalo e o Portogalo. A previsão de chuva para os próximos dias está mantida. A Defesa Civil permanece em estado de alerta máximo para eventuais incidentes causados pelo mau tempo.

You may also like

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996