quinta-feira, 15 de abril de 2021 - 07:12 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Cirurgião alerta para cuidados com procedimentos estéticos

Cirurgião alerta para cuidados com procedimentos estéticos

Matéria publicada em 24 de novembro de 2019, 09:03 horas

 


 

Thiago Hayashi diz que pacientes têm que se certificar da especialidade do profissional -Foto: Júlio Amaral.

Volta Redonda- As cirurgias plásticas com fins estéticos continuam a crescer na região. Segundo o médico Thiago Hayashi, as mais procuradas entre o público da faixa etária entre 18 a 30 anos é a cirurgia de próstese de mama e lipoaspiração. A lipoaspiração, conforme ele explicou, vem em primeiro lugar, correspondendo a 60%, seguida de mama com 40%. No entanto, ele faz uma alerta: as duas cirurgias não são recomendadas a menores de 18 anos, devido à falta de desenvolvimento da adolescente. “Em minha clínica o público mais jovem corresponde à faixa etária de 18 aos 30 anos”, explica.

Em relação ao público masculino, Hayashi ressalta que aos poucos o número de clientes homens está aumentando, mas ainda é pouco em sua clínica se comparado as mulheres, correspondendo a 8%. “O público masculino jovem opta por cirurgias estéticas de correção de ginecomastia (remoção da glândula mamária masculina), pois isso incomoda muito os mais jovens”, destaca.

E mais: o médico chama a atenção para que as pessoas se certifiquem de que o profissional escolhido é realmente um cirurgião plástico. Para isso o ideal é procurar no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), onde se encontra os profissionais capacitados para fazer este tipo de procedimento.

– Existem procedimentos que só podem ser realizados por cirurgiões plásticos, como no caso de lipoaspiração e prótese de mama – alerta.

De acordo com Hayashi, a principal complicação causada por qualquer procedimento cirúrgico é a embolia pulmonar, e é o mais temido numa cirurgia plástica.

– Todo paciente é resguardado de complicações fazendo todos os exames pré-operatórios, com isso reduzimos a incidência de complicações. Acredito que os acidentes causados por cirurgias como a lipoaspiração ou colocação de silicone ocorrem porque historicamente esses profissionais envolvidos não são credenciados na SBCP. No caso da prótese de mama, o fator estético também é primordial como queixa da mama pequena ou ausência da mama – esclarece.

Em relação aos cuidados pós-operatórios, o cirurgião plástico ressalta que o primordial é seguir orientações pós-operatórios associado com repouso.

-No caso da obesidade, se for a grande nível a cirurgia plástica não é recomendada. As pessoas que buscam a lipoaspiração são as mulheres que tem gordura localizada, como no culote e isso incomoda. Já na prótese de mama, ela é indicada para pacientes com a mama pequena – alerta.

De acordo com o médico, o avanço da medicina tem reduzido às complicações no procedimento cirúrgico. Antigamente na década de 90 a lipoaspiração era feita de forma ‘seca’, sem infiltração.

– Com a infiltração hoje, os pacientes tem menos sangramento durante a cirurgia fazendo o procedimento bem mais seguro do que há 25 anos – afirmou.

Por Júlio Amaral

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document