sexta-feira, 18 de setembro de 2020 - 04:35 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Clientes reclamam do tempo para atendimento nos Correios de Volta Redonda

Clientes reclamam do tempo para atendimento nos Correios de Volta Redonda

Matéria publicada em 25 de junho de 2020, 09:16 horas

 


Filas chegam a dobrar esquina e provocam aglomerações de pessoas próximas à agência do Aterrado

Clientes passam horas na fila a espera de atendimento nos Correios (crédito Júlio Amaral)

Volta Redonda – A agência dos Correios da Avenida Paulo de Frontin, no bairro Aterrado, tem chamado a atenção de quem passa pelo local em razão da fila de pessoas na calçada a espera de atendimento. O número de clientes chega a dobrar a esquina,próximo ao estacionamento da drogaria Raia. Segundo um funcionário dos correios na agência do Aterrado, que não quis se identificar, a demora no atendimento se deve a redução no quadro de funcionários de 15 para 4, em função da pandemia.

O aposentado Daniel Alves Pereira, de 65 anos, que teve que enfrentar a fila por mais de 45 minutos para saber se a sua encomenda havia chegado acredita, que a demora, no atendimento, se deve às medidas restritivas impostas pelo governo. “Com certeza eles reduziram o quadro de funcionários contribuindo para que esta fila ficasse desse jeito, ou seja, enorme”, lamentou Daniel.

A atendente de relacionamento, Débora Cristina, disse ter ficado pelo menos uma hora na fila dos correios, onde foi  buscar uma mercadoria que deveria ter sido entregue em sua casa. “Estou desde sexta feira vindo aqui e sempre ocorre está demora. Eu penso que como estamos em uma pandemia, eles deveriam fazer um atendimento mais rápido”, diz.

Moradora do condomínio Mata Atlântica, no bairro Belvedere, a artesã Priscila Cabral também reclamou do tempo para ser atendida. “Os correios não entregam mercadoria no bairro e tenho que vir aqui buscar toda vez que compro pela internet e a entrega é feita pelo correio. Acho um absurdo, mas fazer o quê ?”, indagou.

Segundo a assessoria de imprensa dos Correios, com o agravamento da pandemia, há uma “desaceleração geral das atividades, demandando das autoridades medidas mais austeras para conter a disseminação da doença”. A assessoria informou ainda que “em atenção à saúde de seus empregados, uma das medidas adotadas pelos Correios foi a instituição de trabalho remoto para os empregados classificados como grupo de risco – conforme parâmetros estabelecidos pelas autoridades de saúde –, bem como para aqueles que coabitam com pessoas nessas condições”.

O órgão informou ainda que houve significativo decréscimo no efetivo da empresa e, consequentemente, dificuldades para a execução de suas operações. Ao mesmo tempo, ainda segundo os Correios, desde a instituição das medidas de isolamento social, observou-se um expressivo aumento do tráfego de encomendas. Dessa forma, a já elevada carga diária que transita pelas instalações do órgão passou a demandar ainda mais do reduzido contingente operacional.

E para solucionar as dificuldades enfrentadas, especificamente no Rio de Janeiro, a empresa formulou um novo plano de ações onde se destacam a contratação de quase 2000 empregados terceirizados; a realização de mais de 7000 horas extras; a locação de mais de 70 linhas de transporte de carga e o tratamento especial de encomendas oriundas de transações eletrônicas.  De acordo com as previsões da área operacional, ainda no mês de junho será possível observar uma nítida melhora dos serviços dos Correios.

Os Correios, informou também que lamenta eventuais transtornos à população, neste momento de adversidade, e adaptação de todos os setores da sociedade. A empresa reitera que está trabalhando para viabilizar, com segurança, a continuidade de suas atividades, essenciais para atender a população nesse período em que mais precisa, e segue à disposição pelos telefones 3003-0100 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 725 7282 (demais localidades), ou pelo Fale Conosco, no site www.correios.com.br<http://www.correios.com.br>.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

13 comentários

  1. Avatar

    Só tem um jeito: acabar com o monopólio!!!

    • Avatar

      Sim… Mas o correio só é monopólio na entrega de cartas, boletos e faturas pq nenhuma empresa que fazer isso!!!
      Pra encomendas existem várias empresas privadas por aí… só com o preço nas alturas, as vezes 2 X o valor do produto…

  2. Avatar

    Sou carteiro, e concordo com tudo que estão dizendo, está demora do sim. Mas a culpa não édos carteiros que estão trabalhando em meio a pandemia…. falta gestão da diretoria na empresa. Os políticos que vc elegeu que está fazendo isso com a empresa, fazendo justamente com que a população fique com raiva e opte pela privatização… onde eles msm, vai comprar a empresa pois se fizer o serviço direito da muito lucro. Não adianta querer privatizar, se privatizar o valor das encomendas triplicarao e caso algum dia venha a reclamar das encomendas, simplesmente vão parar de te atender, não tera mais entrega de correspondência, não dá dinheiro entregar boleto, nenhuma empresa irá assumir esse serviço. Nenhuma empresa vai em locais onde o correio vai… Tem casos que
    transportadoras postam as mercadorias no correio pq é mais barato pra entregar e o local é de risco. Aí não vão .. se liga povo… torce para melhora da empresa e não a privatização… olhem a CSN… Foi bom a privatização ??? Acha justo pagar 2 X o msm serviço, nas estradas para a ACCIONA, já pagamos IPVA, parque pedágios…???
    Pfv olhem os dois lados…

  3. Avatar
    Aproveitando para desabafar.

    Tive o desprazer de ir nessa agência, tive q retornar no outro dia, agora estou evitando td q é correio, péssimo mesmo.

  4. Avatar

    Em Barra Mansa a situação é muito pior faz 90 dias que não recebemos correspondências no centro da cidade e ninguém faz nada para reverter a situação.
    Tem mais de 200.000 correspondências para serem separadas.
    Uma vergonha !!!!
    Falta de comando.

  5. Avatar

    Não adianta reclamar porque tudo hoje é fila,bancos, lojas,supermercado, loterias enfim com o correio não seria diferente, vamos ter calma o quadro de funcionários esta reduzido devido a maioria deles ser da área de risco, é hora de ter consciência e não reclamar todos sabiam que UA ser assim de valor aos trabalhadores que ainda estão na ativa e tentando fazer o melhor para população

    • Avatar

      Não funcionam bem já muito tempo.
      Agora a desculpa é PANDEMIA…

      Além de terem péssimo atendimento no aterrado, ainda fizeram com que moradores do outro lado do Paraíba (retiro, vila mury, Belmonte, vila Brasília, etc…) Tenham que se descolar até o aterrado devido ao fechamento do posto da vila mury.

      Uma vergonha e desrespeito a população.

    • Avatar

      Simplesmente INDEFENSÁVEL.O correio NUNCA funcionou bem pois como TODO MUNDO SABE é ESTATAL. Privatiza logo.Você quer ver a diferença? Compare o atendimento em uma loja FRANQUEADA com o atendimento da Paulo de Frontin AGÊNCIA oficial.

  6. Avatar

    Essa agência sempre foi péssima no atendimento. Não é por causa da pandemia. Os Correios na passou da hora de privatizar.

  7. Avatar

    Como tudo deles, esse telefone e o site dos Correios não funcionam. ESTATAIS: #PRIVATIZA-TUDO

    • Avatar

      Jonas Augusto, você conhece uma estatal que tenha melhorado após a privatização? Pois as que conheço só pioraram, a Oi, a Vale, a Light e a própria CSN…

  8. Avatar

    Bolsonaro privatiza essa empresa que só serve de cabide de emprego pra políticos corruptos.
    Funcionarios não entregam mercadoria e dexlaram que não tinha ninguem em casa em plena epidemia aonde as pessoas estão em isolamento social.

    Absurdo e descaso as filas sem conteole de distanciamento social nas calçadas.

Untitled Document