;
sábado, 5 de dezembro de 2020 - 19:47 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Com a flexibilização do comércio, Barra Mansa retoma combate à poluição visual nas ruas

Com a flexibilização do comércio, Barra Mansa retoma combate à poluição visual nas ruas

Matéria publicada em 8 de julho de 2020, 15:57 horas

 


Locais onde a poluição visual é mais utilizada são os postes do entorno do Centro do município

Barra Mansa– Independente das medidas restritivas contra à Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, o excesso de elementos visuais continua espalhados pelas cidades da região. Barra Mansa também enfrenta problemas provocados por este tipo de poluição. Com a flexibilização do comércio, a Prefeitura de Barra Mansa, por meio da Secretaria de Ordem Pública e Coordenadoria de Fiscalização de Posturas, faz ações de notificação e orientação com o objetivo de combater o problema e reduzir a poluição visual nas ruas.
De acordo com a Secretaria de Ordem Pública, cinco fiscais atuam no recolhimento do material ilegal em postes, como também conscientizam os responsáveis quanto a está prática ilegal. A Secretaria explicou que poluição visual é o uso excessivo de materiais publicitários, como cartazes anúncios, placas, letreiros, entre outros.
– Essa prática costuma causar desconforto visual para a população, podendo se tornar prejudicial à cidade pela questão ambiental e pelo acúmulo de material de forma desordenada, prejudicando assim a limpeza da cidade – explicou o órgão.
A Secretaria esclareceu que para coibir está prática e direcionar de forma correta os comerciantes, o Código de Posturas do Município, específica como devem ser realizados os serviços de publicidade em Barra Mansa.
Em relação ao valor das multas, pode variar entre R$ 157,31 e R$ 314,62. Já o levantamento do número de autuações realizadas por mês demanda mais tempo para análise do relatório. Segundo a Secretaria de Ordem Pública, normalmente os locais onde a poluição visual é mais percebida e utilizada são os postes do entorno do Centro de Barra Mansa. Já a reincidência maior é com serviços de venda de informática e internet.

Por Júlio Amaral 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document