segunda-feira, 21 de setembro de 2020 - 17:10 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Comerciantes devem ficar atentos na hora de fazer estoque para o Natal

Comerciantes devem ficar atentos na hora de fazer estoque para o Natal

Matéria publicada em 8 de dezembro de 2019, 10:00 horas

 


Comerciantes preparam os estoques para atender os consumidores que iniciam as compras de fim de ano
(Foto: Paulo Dimas)

Volta Redonda- Como o período de vendas para o fim do ano chegando, os comerciantes preparam os estoques para atender os consumidores que iniciam as compras. A analista do Sebrae Julia Almeida Correia afirma, no entanto, que para evitar desperdício, o comerciante deve tomar alguns cuidados. Um deles é ter um estoque bem dimensionado. O outro é observar o fluxo de venda e verificar ainda o tipo de produto que tem mais saída.

“Superdimensionar estoque ou comprar errado é “empatar” dinheiro e, consequentemente, atrapalhar o capital de giro do negócio, um dos grandes problemas que causam dificuldades na empresa”, diz. Outra questão importante quando se trata de estoque, alerta Júlia, é comparar a forma de pagamento do fornecedor: “Se eu pago a mercadoria à vista e vendo pro meu cliente a “perder de vista”, mais uma vez comprometo o capital da empresa e prejudico o fluxo das finanças do negócio. Mais uma vez: quando se conhece bem o público para quem vende e conhece seu hábito de compra, consegue-se comprar da forma correta em quantidade, preço, grade e variedade de produtos”, destaca.

Em relação à forma correta de se trabalhar para se obter sucesso, a analista do Sebrae ressalta que todo bom investimento passa por conhecer bem o mercado que se decide investir. Além de tudo é importante estar atento às tendências de consumo e as novidades do setor em que se atua.

– Conversar com empresários do setor é sempre uma boa opção para conhecer opiniões e pontos de vista diversos. E, claro, estruturar um planejamento. Com planejamento é possível saber onde se quer chegar e o caminho que se deve percorrer para alcançar os resultados desejados (estratégias). Além disso, o planejamento pode auxiliar a lidar com possíveis imprevistos no negócio – esclarece.

No caso de o comerciante estar em dúvida se o negócio vai dar certo ou não, deve-se conhecer o público para quem pretende ou para quem já está vendendo.
– Conhecer o público significa conhecer perfil de consumo, faixa etária, hábitos diários e até mesmo que tipo de atividade física ou esporte se pratica. Todas essas questões influenciam a tomada de decisão para compra do consumidor. A partir dessa análise também é possível estruturar o modelo de negócio, ou seja, a forma como ele (o empresário) vai vender esse produto, entregar o produto ao seu cliente – afirma.

A analista do Sebrae lembra também que para atingir o público alvo é preciso estar atento ao local/ponto de venda; este, por exemplo, pode ser uma loja física num centro comercial da cidade, ou até mesmo a venda porta a porta (entre outras possibilidades).
-É muito importante levar em consideração a forma que será feita a comunicação com o público alvo. Cada perfil de público é sensível a um tipo de canal, de linguagem. Até mesmo as fotos que forem utilizadas para apresentar o produto devem ser adaptadas ao perfil do público que o comerciante pretende trabalhar – esclarece.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document