quarta-feira, 21 de outubro de 2020 - 21:40 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Coordenadoria de Prevenção às Drogas de Volta Redonda disponibiliza curso em Libras

Coordenadoria de Prevenção às Drogas de Volta Redonda disponibiliza curso em Libras

Matéria publicada em 13 de junho de 2016, 21:37 horas

 


Volta Redonda – A Coordenadoria Municipal de Prevenção às Drogas, da Prefeitura de Volta Redonda, está disponibilizando em seu endereço eletrônico – www.portalvr.com/cmpd – um curso de prevenção às drogas em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais), para capacitação de deficientes auditivos, por meio de uma iniciativa da Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad), ligada ao Ministério da Justiça. De acordo com a coordenadora, Myriane Nogueira, o curso explica o contexto sócio cultural do uso de drogas, a classificação das substâncias psicoativas e seus efeitos, a epidemiologia do uso de drogas no Brasil, e outros assuntos divididos em módulos.

– O importante é levar as informações de prevenção às drogas ao maior número de pessoas possível. O curso de Libras vem para ampliar este público, incluindo os deficientes auditivos – frisou, completando que esta é a primeira vez que a Senad disponibiliza o curso de capacitação em Libras.

– O deficiente auditivo não pode ficar isolado, ser excluído da discussão a cerca das drogas. Antes ninguém ligava para este debate, hoje envolve todas as pessoas. E quando a meta é a prevenção, a informação deve chegar a todos: alunos, pais, professores, educadores, associações de moradores, organizações sociais que trabalham o tema e profissionais que atuam na saúde pública. Temos que ter um olhar que leva à prevenção e não trabalhar o assunto de forma fragmentada – declarou.

Myriane destacou ainda que a informação e o debate são as grandes ferramentas para a prevenção às drogas.

– Todo mundo precisa debater e contribuir para a aprovação de uma política pública no país contra as drogas. Olhar descuidado, ficar longe e dizer que não presta, em nada vai contribuir para uma política preventiva e ter um entendimento melhor do assunto. Quanto mais informações forem divulgadas a respeito das drogas, maior o empoderamento da população e a conscientização das pessoas – enfatizou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document