quinta-feira, 24 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Corrida reforçará canais de denúncia e acolhimento sobre crimes de pedofilia

Corrida reforçará canais de denúncia e acolhimento sobre crimes de pedofilia

Matéria publicada em 10 de janeiro de 2019, 19:20 horas

 


Resende – Resende sedia, no próximo dia 20, a X Etapa da Corrida Federal Kids, que tem por objetivo chamar atenção da sociedade para os crimes de pedofilia. Neste sentido, uma reunião foi realizada nesta quarta-feira, dia 10, na sede da antiga Câmara Municipal, onde organizadores e parceiros, entre eles a Prefeitura de Resende acertaram detalhes para o dia da corrida. Independente de quem vença, ficou acertado que ao final do evento a falta de informação sobre o tema tem de estar em último lugar.

Para que isso aconteça, a Secretaria Municipal de Saúde e a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos vão montar stands e tendas no Parque das Águas, que vai servir de ponto de concentração para a prova. Nestes pontos, a população poderá conhecer os canais de denúncia contra o crime e de acolhimento para eventuais vítimas. Tais canais já existem e são divulgados periodicamente pela prefeitura, mas esse trabalho será reforçado no dia da corrida.

Segundo contou a representante da secretaria de assistência social na reunião, a vergonha e o medo ainda são os maiores tabus a serem quebrados quando o assunto é exploração sexual de menores.

– Vai ser uma ótima chance de divulgar canais de denúncia e nossa rede de atendimento, pois temos uma unidade do Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e outras opções que precisam ser mostradas – contou.

A corrida é promovida pelo Sindicato dos Delegados de Polícia Federal, entidade integrante da Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (FENADEPOL). Um dado mostrado na reunião pelo delegado Clayton Bezerra na reunião desta quarta-feira chama atenção para necessidade de expor os canais de atendimento à população. Estima-se que apenas 10% das denúncias cheguem até as autoridades competentes para investigação destes tipos de crime.

Clayton Bezerra apresentou ainda outros índices, que mostram aspectos importantes no momento de se prevenir da ação de pedófilos. “Nestes casos, 70% dos casos acontece em casa e 95% dos abusadores conhecem as vítimas. É necessário que os pais conversem com seus filhos, antes que um pedófilo o faça. As pessoas ainda não querem falar sobre isso com os filhos, mas é preciso dizer que os pedófilos costumam atacar principalmente crianças desinformadas”, afirma o delegado.

Mesmo com as inscrições encerradas e com as vagas para a corrida preenchida, a expectativa é que o Parque das Águas se torne um grande polo de informação e entretenimento no dia da prova. O Sesc, Corpo de Bombeiros e a Academia das Agulhas Negras, além de outras secretarias da prefeitura, estão preparando atividades para toda a família. O objetivo é colocar um grande debate contra a pedofilia em primeiro lugar.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document