Curso de ‘cuidador de idosos’ em Volta Redonda seleciona 69 alunos - Diário do Vale
quinta-feira, 23 de setembro de 2021 - 09:56 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Curso de ‘cuidador de idosos’ em Volta Redonda seleciona 69 alunos

Curso de ‘cuidador de idosos’ em Volta Redonda seleciona 69 alunos

Matéria publicada em 10 de setembro de 2017, 18:24 horas

 


Participantes têm aulas práticas e teóricas e enxergam curso como nova oportunidade de trabalho

Volta Redonda – O curso de “Cuidador Familiar de Idosos”, que existe no município há 18 anos, teve 190 inscritos, na edição que começou no dia 15 de agosto. Foram selecionadas 69 pessoas, que passaram por uma prova com temas ligados ao assunto. O curso vai até 1º de dezembro e virou para alguns participantes uma opção de conseguir emprego. A parte teórica é realizada no UniFOA, campus Aterrado. Já as aulas práticas acontecem no Centro de Atendimento para Pessoa Idosa com Alzheimer e Familiares, no Jardim Paraíba; no Centro Dia de Atendimento à Pessoa Idosa, no Nossa Senhora das Graças, e na instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI), no Dom Bosco.

O curso é promovido pela secretaria Saúde em parceria com a Smac (secretaria municipal de ação comunitária) e o UniFOA (Centro Universitário de Volta Redonda). De acordo com a secretária da área técnica da Saúde, Regina Célia Ribeiro, os alunos são compostos por agentes comunitários de saúde que trabalham com famílias, agentes do setor de residência terapêutica e por pessoas da comunidade que já cuidam de familiares ou buscam uma oportunidade de emprego.

– A grande maioria dos alunos tem alguma experiência familiar ou cuidam de algum idoso da família. No curso, os alunos aprendem a como lidar adequadamente com o idoso em situações advindas das patologias. Também aprendem a controlar os horários, a cuidar da alimentação e higiene, a lidar com a depressão e alucinações dos pacientes – explica.

Segundo a psicóloga Marta Lúcia Pereira, professora do curso e especialista em cuidados paliativos e gestão de atenção à saúde, a maior dificuldade do cuidador é lidar com a terminalidade do idoso.

– O bom cuidador tem que gostar do que faz e ter paciência e amor naquilo que trabalha. No curso não ensinamos sentimento, ensinamos a técnica de como cuidar e entender o adoecimento do outro – destaca.

O administrador Edmilson Fortes quando fez o curso no ano passado.

– Optei por fazer o curso por estar parado e por ser gratuito. Já tinha experiência anterior no cuidado com idosos onde ajudei a cuidar dos meus avós e como acompanhante de um idoso, de 72 anos, em Petrópolis onde morava. Seis meses após ter concluído o curso fui chamado para trabalhar numa residência terapêutica de Volta Redonda e hoje sou terceirizado da Secretaria de Saúde, onde trabalho como cuidador de saúde. Acredito que quem optar por este curso tem que gostar da profissão de cuidador e amar o que faz – explica.

 

: Aulas de curso que é ministrado em Volta Redonda vão até o dia 1º de dezembro

: Aulas de curso que é ministrado em Volta Redonda vão até o dia 1º de dezembro

A auxiliar de enfermagem Eliana da Silva quis se aperfeiçoar.

– Como trabalho no asilo de idosos São José, na Vista Alegre, em Barra Mansa, este curso vai me ajudar a ter mais conhecimento para lidar com pessoas mais velhas. Acredito que quem resolve abraçar esta profissão tem que gostar, pois para lidar com idoso não é nada fácil, tem que se doar – ressalta.

O cuidador José Rangel dos Santos já trabalha com idosos há 20 anos, mas é a primeira vez que faz o curso.

– Já cuidei da minha sogra, da minha mãe e também de um idoso, todos já falecidos. Estou fazendo este curso para me aperfeiçoar e conhecer como idoso e também para me capacitar para um novo emprego. Gosto de trabalhar com idoso, é a minha vida. Sou da opinião que para lidar com idoso tem que ter amor pela profissão, se entregar, pois estamos lidando com uma vida – destaca.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document