terça-feira, 3 de agosto de 2021 - 22:02 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Defesa Civil alerta a população sobre riscos durante a chuva

Defesa Civil alerta a população sobre riscos durante a chuva

Matéria publicada em 13 de fevereiro de 2019, 18:42 horas

 


Sul Fluminense – Representantes da Defesa Civil dos municípios da região estão alertando a população sobre os riscos durante as fortes chuvas previstas para os próximos dias. Durante a tarde desta terça-feira (12), um alerta foi compartilhado através de redes sociais, avisando a população da região sobre os riscos de uma chuva torrencial que estaria prevista.

Segundo Lauro Oliveira, relações públicas da Defesa Civil de Angra dos Reis, os moradores de toda região da costa verde receberam da Defesa Civil, às 9h desta terça-feira (12), mensagens via SMS com informações meteorológicas com a possibilidade de chuva forte. E às 17h, foram enviados, alertas sobre a situação meteorológica da região. Lauro ressalta que a Defesa Civil ficou em ‘stand by’, nessa madrugada à espera de alguma ocorrência.

Lauro diz que a população, em caso de dúvida ou em busca de informações, precisa entrar em contato com a Defesa Civil através do site ou através de telefones confiáveis e não acreditar em algumas informações que são compartilhadas através das redes sociais. ‘’Muitas fake news aconteceram nesse período. Solicitamos que a população não siga as redes sociais e sim, fontes seguras, como o órgão da Defesa Civil’’ – disse.

Segundo Lauro, a Defesa Civil ficou monitorando a chuva durante a madrugada desta terça-feira e diz que o índice pluviométrico teve aumento. Ele reforça a informação de que às 7h desta quarta-feira (13), outro alerta foi enviado aos moradores da região e que às 15h o alarme de evacuação foi acionado, com a intenção de alertar a população. Os locais que tiveram um reforço no monitoramento foram: Parque Mambucaba e Boa Vista, por serem áreas de maior risco.

Resende e Itatiaia

Segundo Atanagildo Oliveira Alves, diretor da Defesa Civil de Resende, a previsão de chuva na cidade nesta quarta-feira (13) era de 60 milímetros. Em Visconde de Mauá, o pluviômetro marcou 31 milímetros até às 14:40h.

Atanagildo afirmou a que a Defesa Civil de Resende se uniu com outros órgãos como: o Ibama, Parque Nacional de Itatiaia, Prefeitura de Itatiaia, Defesa Civil de Itatiaia e Parque Estadual da Pedra Selada, criando um grupo no WhatsApp com o intuito de manterem um contato mais estreito para agirem em possíveis emergências.

Além do Rio Paraíba, outro rio que corta a cidade de Resende é o rio Sesmarias. “O grande risco para a cidade, é este rio. A nascente dele fica em Formoso, estado de SP e vem desaguar no Paraíba. Este rio, em período de seca, não provoca riscos, porém neste período de chuva, de outubro à março, onde reforçamos os trabalhos com monitoramento e alerta à população, quando há ocorrência de cabeça d’água em Formoso, dois bairros aqui na cidade são prejudicados. O nível do rio, quando transborda chega a subir 5 metros’’ – disse.

Volta Redonda

Já em Volta Redonda, a situação está mais controlada. Segundo agentes da Defesa Civil da cidade, durante a chuva da noite passada, apenas alguns bairros tiveram registros de uma chuva mais forte, como: Santa Rita do Zarur, São Sebastião e Santa Cruz.

Barra Mansa

Em Barra Mansa, segundo Sérgio Mendes, coordenador da Defesa Civil da cidade, a situação também está controlada e a população não deve se preocupar com riscos de enchentes. Porém, alerta que pessoas que moram em locais elevados, como encostas, devem se atentar. ‘’Pessoas que moram em locais elevados correm riscos por causa das condições do solo, mediante a chuva acumulada. Os terrenos ficam umedecidos e pode haver o deslizamento de casas’’ – disse.

Ele ressalta que no momento, a previsão de chuva para a região é de 60 milímetros por hora e que o nível do Rio Paraíba está em condição normal. A represa de Furnas, segundo Sérgio, está com sua capacidade em torno de 50%, 60%, retirando qualquer possibilidade de transbordo do Rio Paraíba.

A Defesa Civil disponibiliza para a população, um cadastro gratuito via SMS para o número 40199. Através desse cadastro, a população consegue se registrar colocando na mensagem, o número do CEP onde reside. A Defesa Civil consegue monitorar e alertar a população, sobre todos os acontecimentos através de dados por perímetro, através do endereço cadastrado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document