sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Defesa Civil alerta sobre os cuidados com os banhos nos rios e cachoeiras

Defesa Civil alerta sobre os cuidados com os banhos nos rios e cachoeiras

Matéria publicada em 22 de janeiro de 2019, 16:09 horas

 


Sinal de chuva deve ficar no radar dos banhistas, que têm de estar atentos também às placas indicativas

Banhos em rios e cachoeiras são boas opções de lazer se feitos com cuidado (Foto: Divulgação)

Itatiaia – As altas temperaturas, típicas do período de verão, atraem sempre um grande número de banhistas para os rios e cachoeiras de Itatiaia. Porém, com o calor também vem às tempestades tão comuns nessa época do ano. E para alertar e evitar possíveis acidentes, a Defesa Civil do município orienta aos visitantes sobre alguns cuidados importantes que devem ser tomados.

De acordo com o diretor do órgão, Valdair do Nascimento, uma das principais orientações é para que ao primeiro sinal de chuva os banhistas não entrem ou não permaneçam em rios, cachoeiras e lagos. A orientação também serve para praias e piscinas.

No caso dos rios e cachoeiras recomenda-se ainda que os cuidados sejam redobrados devido ao risco de cabeça d’água, fenômeno comum na região, que causa um aumento rápido e repentino do nível de um rio corrente ou cheio, devido a chuvas nas cabeceiras ou em trechos mais altos de seu percurso.

– Primeiramente é fundamental que as pessoas fiquem atentas à previsão do tempo, e ao primeiro sinal de chuva evitem esses locais. Em Itatiaia muitas vezes conseguimos observar indícios de chuva observando a serra do Parque Nacional, onde ficam localizadas as cabeceiras de alguns rios, ou seja, os trechos mais altos do percurso – orientou.

Outra recomendação fundamental na hora de identificar os primeiros sinais de uma cabeça d’água, segundo Valdair, é a mudança da cor da água no rio.

– Quando a água está limpa e de repente vai mudando de cor e ficando mais barrosa e suja, pode sim indicar um sinal de cabeça d’água, assim como a presença repentina de galhos e folhas na água – explicou.

Ele conta ainda que outro sinal que pode ser o indício de uma cabeça d’ água é o aumento muito rápido do volume da água.

– É muito importante que os banhistas fiquem atentos ao volume da água. Uma dica é a pessoa chegar no local onde vai se banhar e logo observar uma marcação da água, que pode ser feito em uma pedra do local, por exemplo. Se essa marcação desapareceu e for notado o aumento do volume da água as pessoas devem ficar atentas e sair imediatamente do local. Olhe sempre também bons pontos para fugir de uma cabeça d’água, caso não dê tempo de sair do local, explicou.

Além dos cuidados com possíveis cabeças d’água, Valdair também chama a atenção para outro cuidado que os banhistas também devem ficar atentos como no caso dos raios.

– Com a chuva pode haver uma incidência de raios e por conta disso os banhistas que frequentam as nossas cachoeiras devem evitar ficar debaixo de árvores que podem atrair esses raios. Vale lembrar que ventos fortes podem levar a queda dessas árvores também. É fundamental que procurem se abrigar em um local seguro – reforçou

Como uma forma de manter a integridade física, a Defesa Civil de Itatiaia orienta aos visitantes que utilizem as cachoeiras de forma consciente, como por exemplo, evitar mergulho em regiões desconhecidas, diante da possibilidade de pedras e buracos abaixo da lâmina d’água que podem dificultar a saída do local.

Atenção maior com idosos e crianças

A atenção com as crianças e com os idosos, também deve ser reforçada, por conta do risco de afogamentos e acidentes. Nesses casos é recomendável que não fiquem sozinhos, nem por um segundo e sejam supervisionados de forma constante por um adulto. Entrar na água após o consumo de bebidas alcoólicas também deve ser evitado, assim como com objetos que possam desviar a atenção.

– Sabemos que nessa época do ano, devido ao verão e as férias escolares, o número de visitantes nas cachoeiras e rios da nossa cidade aumenta e por isso buscamos sempre orientar os banhistas sobre os riscos de acidentes. Nosso principal objetivo é conscientizar as pessoas, reforçando a importância da segurança pessoal e coletiva – disse.

A fim de alertar e reforçar a orientação à população e aos turistas, a Prefeitura vem fixando desde 2017, placas de alertas nos balneários e cachoeiras da cidade para sinalizar os principais pontos com índices de acidentes. Entre as informações descritas nas placas está à ausência de salva vidas no local, cheias repentinas, correnteza forte e pedra escorregadia, além do perigo de saltos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Defesa civil é igual vereador, não serve pra nada.

Untitled Document