quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Dia D de Vacinação contra febre amarela imuniza mais de 500 mil pessoas no estado

Dia D de Vacinação contra febre amarela imuniza mais de 500 mil pessoas no estado

Matéria publicada em 28 de janeiro de 2018, 20:13 horas

 


Em boa parte das cidades da região não foram registradas longas filas de espera para vacinação

Volta Redonda: 3.581 pessoas imunizadas no dia D da campanha, somando 120.661 vacinadas na cidade - Geraldo Gonçalves – Secom/VR

Volta Redonda: 3.581 pessoas imunizadas no dia D da campanha, somando 120.661 vacinadas na cidade –
Geraldo Gonçalves – Secom/VR

Sul Fluminense

A procura por vacina neste sábado (27), Dia D de Vacinação contra a Febre Amarela, foi tranquila nos municípios do Sul Fluminense. Apesar do progressivo aumento de casos da doença, que já somam 26 pessoas com febre amarela silvestre em humanos, além de oito óbitos, em boa parte das cidades da região não foram registradas longas filas de espera para vacinação.
Entre os motivos, segundo profissionais de saúde, é o fato da maioria do público alvo da campanha já ter sido imunizada. Outro fator que colaborou para evitar a espera pelo atendimento foi o grande número de postos de vacinação, espalhados por diversos pontos das cidades. O resultado foi a imunização de pelo menos 500 mil pessoas, em todo o estado do Rio de Janeiro, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde.
Em Volta Redonda, maior cidade da região, o dia de vacinação foi tranquilo nas 44 unidades de saúde, que passaram o dia abertas para atender a população. Neste município, a campanha contabilizou 3.581 pessoas atendidas, somando 120.661 vacinas aplicadas. A meta da Secretaria Municipal de Saúde, de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde é vacinar 95% do público alvo. Para os próximos dias as equipes de saúde esperam atender mais 40 mil pessoas.
– Demos início a vacinação antes das demais cidades da região para evitarmos as longas filas e espera desnecessária”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, considerando que os acessos às unidades foram tranquilos, principalmente durante os finais de semana.
O fato da unidade de saúde estar praticamente vazia, principalmente no período da tarde deste sábado (27), foi um dos motivos que empolgou o comerciante Arnaldo Roriz de Carvalho, a optar pela vacinação contra a febre amarela. Morador do Rústico, o comerciante disse que, inicialmente, teve receios quanto aos possíveis efeitos colaterais da vacina, mas à medida que observou vizinhos relatarem que não tiveram nenhuma alteração após a imunização, passou a se sentir mais seguro em aderir à campanha. “Passei dias pensando no assunto, porque estava com receios da doença, mas também tinha receios em me vacinar e ter efeitos colaterais, mas hoje, me senti seguro e ao encontrar o postinho vazio fiquei mais empolgado e vou aderir a campanha”, contou o comerciante, de 39 anos.
A estudante Nathalia de Azevedo, de 23 anos, também ficou motivada em atender ao chamado do Ministério da Saúde e aderir a campanha de vacinação. Um dos motivos que levou a estudante à unidade foi à oferta da imunização aos sábados. “Durante a semana não conseguiria ir a um postinho tomar a vacina, sem contar que temia dores e, por isso, optei por vir hoje”, completou Nathalia, que mora na Vila Santa Cecília. A moça relatou ainda que é adepta a caminhadas em áreas verdes e por temer a doença, estava evitando ir a estes lugares.

Barra Mansa

A exemplo de Volta Redonda, em Barra Mansa, quem escolheu ir aos postos de saúde, neste sábado (27), também não encontrou filas e foi rapidamente atendido e vacinado contra a febre amarela. Registos da Secretaria Municipal de Saúde apontam a imunização somente neste final de semana de 1.972 pessoas, subindo para 127 mil moradores vacinados contra a febre amarela somente neste município.
Este foi o ano de maior procura pela vacina, totalizando 92 mil pessoas imunizadas, número bem maior do que o registrado no ano passado, que fechou com saldo de aproximadamente 23 mil pessoas vacinadas. A meta da Secretaria de Saúde de Barra Mansa é chegar a 155 mil atendimentos. Para isso, o município precisa captar 27 mil moradores que ainda não foram imunizados.
A Coordenadora do Setor de Imunização da Secretaria de Saúde de Barra Mansa, Marlene Fialho, lembrou que o Dia D promovido pela Secretaria Estadual de Saúde, objetivou atender as pessoas que trabalham durante a semana e não podem ir ao posto. A coordenadora de Imunização avaliou ainda que a partir da próxima semana as filas serão ainda menores para aqueles que buscam a vacina. Isto porque a maioria do público alvo já esta imunizado. “O pedido da Secretaria de Saúde é que as pessoas que ainda não se vacinaram, procurem a unidade de saúde mais próxima de sua residência e se protejam, já que a vacina é a forma mais eficaz de proteção contra a febre amarela”, completou Marlene Fialho.

Recomendações

Pessoas com idade acima de 60 anos, devem passar por avaliação de um profissional de saúde, antes de serem vacinadas. As mulheres que estão amamentando bebês menores de seis meses deverão suspender a amamentação por 10 dias, após receber a vacina. Já as mulheres amamentando bebês maiores de seis meses podem ser vacinadas.
A vacina contra febre amarela não é indicada para alérgicos a algum componente da vacina e a ovos e derivados, pessoas que realizam terapias imunossupressoras, portadores de doenças autoimunes e HIV, transplantados de medula óssea, pacientes com histórico de doença do Timo, doenças neurológica, pessoas com baixa imunidade e em tratamento de quimioterapia e radioterapia.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    O povo mal informado e não esclarecido vai a “posto de saúde”? O que sei é que em VR tem somente Unidades Básica de Saúde – UBS ou Unidade Básica de Saúde da Família – UBSF. Precisamos compreender urgente o que cada unidade tem a nos oferecer.

    Sair da ignorância é bom porque ela é contagiosa, e ainda que tenha cura com leitura, pode virularizar nos analfabetos funcionais e analfabetos políticos.

    Em ano de eleição já viram. Os politiqueiros, corruptos e partidos que acolhem corruptos vão adorar.

Untitled Document