MPF realiza audiência pública sobre a discriminação do público LGBT - Diário do Vale
quarta-feira, 22 de setembro de 2021 - 11:38 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / MPF realiza audiência pública sobre a discriminação do público LGBT

MPF realiza audiência pública sobre a discriminação do público LGBT

Matéria publicada em 17 de maio de 2016, 11:34 horas

 


Ato acontecerá a partir das 18h30 na UFF, no Aterrado, abertura será feita pelo procurador da República Julio José Araújo Junior

Volta Redonda – O Ministério Público Federal (MPF) no município promove nesta terça-feira (17), às 18h30, audiência pública sobre o “Combate à discriminação ao público LGBT em Volta Redonda e região”. O ato acontecerá na Universidade Federal Fluminense (UFF), no Aterrado.

O objetivo é discutir formas de combate à discriminação do grupo LGBT e permitir uma maior interação com o Poder Público. A abertura será feita pelo procurador da República Julio José Araújo Junior.  Autoridades públicas, entidades particulares e movimentos sociais estarão presentes.

O movimento “VR Sem Homofobia” informou casos de violência contra homossexuais em relatório encaminhado ao MPF.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

10 comentários

  1. Só de tirar aquela raça ruim dos CUmunistas do governo, pararam os ataques dos ‘defensores da DEMOcracia’, da ‘igualdade’, etc…Demonstrando que os porcarias (haters) que comentavam as ‘ofensas’, o massacre das minorias, etc..Definir cotas é o maior preconceito que pode existir, onde o ‘cotado’ só tem chance se tiver dentro das especificações. Índio no Brasil é tratado como animal, selvagem. Uma pena, pois são grandes conhecedores e muito inteligentes.

  2. Esse Brasil eh uma comedia mesmo! Respeito nao se empoem se conquista, essa parte que eh discriminada nao deve se da o respeito proprio, e fala serio neh,tem coisa importante para se tratar nesse pais,como essa economia,esses politicos #%@#%#@#%..ninguem nasce gay cada um escolhe o que quer ser,tbm pagaremos por nossas escolhas eh a lei divina,se fosse algum comum n estariamos aki falando sobre isso!

  3. MPF cumprindo seu papel na implantação dos planos da elite globalista em nosso país (leia-se fundações Ford, Rockfeller e Open Society [George Soros]). Paus-mandados que nem desconfiam de sua condição de joguete nas mãos dos donos da Nova Ordem Mundial. No Brasil tudo é mais fácil, em razão da ignorância de nosso povo, mesmo que sejam estudiosos procuradores da república.

  4. Morador do Vila Rica.

    Se um afrodescendente me chama de branquelo .O que é isso?
    Se um gay importuna alguém que é hétero, esse não pode falar nada, se não é homofobia.
    Afrodescendentes e LGBT ,tem que arrumar o que fazer e deixarem de frescura.
    Negro , branco , índio LGBT somos todos iguais , é só cada cuidar da sua vida , deve haver é respeito e pronto, o resto é coisa da mídia, que não tem assunto e fica arrumando polêmica.

  5. JUSTO É O JUSTO, O RESTO É VUDU...

    Hoje qualquer porcaria é fobia, quanta palhaçada! Se o ‘ser’ decidiu ser uma aberração, saberá das consequências e os riscos que correrá. É tão ‘superior’ para escolher e tão indefeso para ser tratado como ‘coitadinho’. Fala sério! Enquanto isso as famílias reais são destruídas pela violência e não tem proteção alguma, onde o Estado de fato deveria se preocupar. Essa raça comunista quis impor esta ‘normalidade’ onde tudo é liberado, é permitido. Homem e mulher é casal, passou disso é par. Respeito todo mundo, que é diferente de aceitar, achar que é normal. Todos são livres, fazem o que quer.

  6. O poder público tem que distribuir além de preservativos também vaselina, sofremos muito e ainda somos discriminados

  7. Negros e deficientes físicos também podem e devem organizar audiência pública… uma não exclui a outra. E desde quando ser homossexual é algo para desrespeitar sua família, “Só no Brasil”? Não entendi!

  8. E os negros, deficiênte físico…

  9. E que dia será a audiência pública, pra esse público respeitar a mim e minha família????

  10. E que dia será a audiência pública, pra esse público respeitar a mim e minha família????

Untitled Document