sábado, 15 de maio de 2021 - 21:05 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Dnit assina ordem de serviço para recuperação da BR-485

Dnit assina ordem de serviço para recuperação da BR-485

Matéria publicada em 13 de maio de 2017, 17:00 horas

 


Itatiaia – O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), por meio da Superintendência Regional do Estado do Rio de Janeiro, oficializou na última semana, em cerimônia realizada na prefeitura de Itatiaia, o pedido de início das obras de recuperação e restauração da rodovia BR 485/RJ, localizada em Itatiaia (Estrada do Parque – Wanderbilt Duarte de Barros).

O extrato de contrato foi publicado no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro na data de 11 de maio com vigência de 12/05/2017 a 11/05/2020, no valor total orçado em R$ 7.186.956,64.

No evento, o deputado federal Simão Sessin (PP-RJ) esteve presente, juntamente com o Superintendente do DNIT-RJ, Carlos Pascoal, e o chefe de serviço e manutenção do DNIT-RJ, Roberto Ribeiro, além de autoridades locais, poder legislativo e secretários municipais.

Segundo o deputado federal Simão Sessin, a reivindicação do poder executivo de Itatiaia na busca por melhorias na BR-485 não se deu recentemente, mas, começou quando o atual prefeito, Eduardo Guedes, assumiu interinamente a prefeitura de Itatiaia, no ano passado.

– O prefeito Dudu mostrou as dificuldades e carências de Itatiaia, mas o foco principal da nossa conversa se deu pela obra que é reivindica há muitos anos pela cidade, que é a ligação da cidade com o Parque Nacional. Essa obra vem da identidade da cidade, pois é a cidade com o primeiro Parque Nacional do Brasil. Além da identidade como sede, vai fazer com que aumente o turismo e incremente recurso para o município. Essa conquista também foi alcançada graças a boa vontade do nosso ministro Maurício Quintela que foi solidário ao pedido – falou o deputado Simão Sessin.

Segundo o prefeito Eduardo Guedes, o início das obras de melhoria da Estrada do Parque Nacional é esperado e almejado por grande parte da população que, direta ou indiretamente, precisa transitar pela via.

– É uma obra que abrange outros Estados e foi preciso desmembrar o serviço para começarmos por Itatiaia. Só tenho agradecer ao Dnit, ao deputado Simão Sessin e ao ministro do Transporte pelo esforço. Essa obra tem uma importância para os moradores da nossa cidade. É uma obra que tem uma importância turística. Não tenho nenhuma dúvida de que essa obra tem reflexos no dia a dia do morador. Nossa Câmara Municipal também faz parte dessa conquista por colaborar com esse trabalho – disse o prefeito Eduardo Guedes.

A obra faz parte do Programa CREMA (Contrato de Restauração e Manutenção) concebido e desenvolvido a partir do Programa de Restauração e Descentralização de Rodovias Federais, constituindo-se no marco para a mudança do modelo de gestão para manutenção da malha rodoviária federal.

– Essa obra sem dúvida é de extrema importância para a cidade de Itatiaia. Todo o trecho será recuperado em três anos, sendo que, o primeiro ano a obra será entregue e nos dois outros anos será feito a manutenção e conservação do trecho recuperado – pontuou Pascoal.

Acordo: Intervenção de melhoria da via terá, nesta primeira etapa, 9,6 quilômetros de extensão (Foto: Divulgação)

Acordo: Intervenção de melhoria da via terá, nesta primeira etapa, 9,6 quilômetros de extensão (Foto: Divulgação)

Condições

As condições da BR-485, que dá acesso ao Parque Nacional do Itatiaia, no Sul do Rio de Janeiro, são, há décadas, alvo de queixas dos motoristas. Segundo pesquisa feita pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), ela é a pior estrada do estado do Rio de Janeiro.

– Continuaremos trabalhando e mostrando os resultados para o povo. Fui eleito para governar para todos. São anos de promessas e a obra de recuperação da estrada do Parque Nacional não saía. Iniciaremos esse serviço para tirarmos o título que a cidade de Itatiaia tem de ter a pior estrada do Estado do Rio – finalizou o prefeito Dudu.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar
    Liberdade e propriedade

    Já passou da hora. Espero recapeamento dentro do Parque também. Para incentivar o turismo deveria acabar o boicote aos hotéis também, de dentro do Parque. O majestoso, outrora premiado, hotel Simon abandonado é deprimente, poderia funcionar aos moldes do hotel Cataratas, cujo arquiteto é o mesmo do museu do nosso Parque. Se o ICMBio, não quer seu funcionamento privado, desapropria e faz concessão. O hotel é histórico e icônico, não pode deixar ruir.

  2. Avatar

    passou da hora..com a melhoria da estrada.a tendencia é ter mais visitaçoes aumentar o turismo gerar renda e empregos naquela regiao. Parabens aos envolvidos

Untitled Document