quarta-feira, 24 de abril de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Doações beneficiaram 48 vítimas de chuvas em Barra Mansa

Doações beneficiaram 48 vítimas de chuvas em Barra Mansa

Matéria publicada em 25 de março de 2019, 17:14 horas

 


Famílias de diversos bairros de Barra Mansa recebem doações feitas nas últimas semanas – PMBM

Barra Mansa – A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos e a equipe da Fundação Cultura Barra Mansa, encerraram na sexta-feira (22), a campanha de arrecadação de alimentos, agasalhos e moveis para serem doados às vítimas das chuvas. Toda a arrecadação está sendo entregue às famílias que tiveram suas casas atingidas pela forte chuva nos dias 17 e 18 deste mês.

De acordo com as equipes, 22 famílias foram atendidas, totalizando um número de 48 pessoas beneficiadas diretamente com a iniciativa. Ainda segundo as informações, foram arrecadados 25 colchões de solteiro e casal, dois caminhões de roupas masculinas e femininas, 15 cestas básicas e um número de móveis que estão sendo contabilizados por que ainda estão sendo recolhidos nesta semana pela Secretaria de Assistência Social.

Na última sexta-feira, a vice-prefeita Fátima Lima, participou da distribuição dos materiais arrecadados. De acordo com ela, a prefeitura se uniu em uma força tarefa para melhor atender as famílias.
-Essa foi uma ação que mobilizou a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, a Defesa Civil e a comunidade. Parabenizo as equipes que incansavelmente têm se dedicado a essa iniciativa, que olhou para o próximo com amor e solidariedade – afirmou Fátima.

Envolvida diretamente na arrecadação e distribuição desde o inicio da última semana, a secretária Assistência Social e Direitos Humanos, Ruth Coutinho, ficou satisfeita com o número de materiais arrecadados e doados.
-Atingimos a meta. Conseguimos distribuir os alimentos, colchões e roupas através do Cras (Centro de Referência de Assistência Social), do bairro São Luiz. As equipes foram de porta em porta, atendendo todas as vítimas que identificadas e que solicitaram nosso apoio. Neste momento, pedimos que se houver alguém que ainda não recebeu atendimento para entrar em contato com o Cras – reforçou Rutinha.

O presidente da Fundação Cultura de Barra Mansa, Marcelo Bravo, comemorou a mobilização da população em se envolver em uma causa solidária e de amor ao próximo.
-Conseguimos um volume muito grande doações. Antes de fazermos o levantamento, estudamos a hipótese de continuarmos nesta semana a doação de móveis, porém já atingimos a meta. Ainda estamos recolhendo os móveis, mas nossa intenção é que eles sejam entregues o mais rápido possível – garantiu Bravo.

A moradora do bairro São Luiz Cristiane Moreira, tem 41 anos e trabalha no lar. Ela foi uma das vitimas do transbordamento do Rio Barra Mansa e perdeu todos os seus pertences, incluindo os documentos pessoais.
-É muito triste a gente olhar para nossa casa e ver tudo que conquistamos com esforço ser levado e destruído pela água. Agradeço a equipe da prefeitura que desde o começo está fazendo o melhor possível para nos confortar, mobilizando as pessoas para que doem e nos garanta menos sofrimento – pronunciou a moradora.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document