>
sexta-feira, 27 de maio de 2022 - 16:10 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Dom Biasin e Neto visitam obras do Hospital Regional

Dom Biasin e Neto visitam obras do Hospital Regional

Matéria publicada em 25 de agosto de 2016, 17:39 horas

 


Estiveram presentes também padres, diáconos e seminaristas de Volta Redonda; unidade está com 96% dos trabalhos concluídos

Quase pronto: Dom Biasin, Neto e Sebastião Faria percorrem instalações do Hospital Regional, em Volta Redonda (Foto: Divulgação PMVR)

Quase pronto: Dom Biasin, Neto e Sebastião Faria percorrem instalações do Hospital Regional, em Volta Redonda (Foto: Divulgação PMVR)

Volta Redonda – O bispo da Diocese de Barra do Piraí/Volta Redonda, dom Francisco Biasin, ao lado de padres, diáconos e seminaristas de Volta Redonda, participaram nesta quinta-feira (25) de uma visita ao Hospital Regional do Médio Paraíba Dra. Zilda Arns. A comitiva da Cúria Diocesana foi acompanhada pelo prefeito Antônio Francisco Neto (PMDB), vice-prefeito Carlos Roberto Paiva (PT), presidente da Comissão de Fiscalização das Obras, engenheiro Sebastião Faria – também diretor geral do SAH (Serviço Autônomo Hospitalar) de Volta Redonda – e pela arquiteta responsável pelo projeto, Cláudia Freitas.

Biasin revelou que, por coincidência, a visita havia sido marcada para o dia em que a médica brasileira Zilda Arns, que dá nome à unidade, faria 83 anos. A médica pediatra e sanitarista Zilda Arns morreu em 2010, na cidade de Porto Príncipe, no Haiti, durante um terremoto. Os abalos sísmicos deixaram mais de 250 mil mortos e cerca de um milhão de desabrigados. Zilda Arns era reconhecida mundialmente pelo trabalho de combate à fome entre as crianças, e atuava como coordenadora internacional da Pastoral da Criança. Entre os projetos da médica estão a multimistura – formada por sementes e folhas de vegetais torradas e transformadas em pasta, base do trabalho de combate à fome desenvolvido por ela.

– Eu estava em Brasília, para uma reunião da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), quando me encontrei com o filho da doutora Zilda, Nelson Arns, e disse a ele que faria a visita ao hospital, que já é conhecido de todos da CNBB. Foi quando ele me informou que ela faria 83 anos nesta quinta (dia 25 de agosto) – disse o bispo, completando: “É uma feliz coincidência e uma grande escolha do prefeito Neto sugerir este nome. Independente de ser bispo da Igreja Católica, a doutora Zilda Arns, que foi minha amiga pessoal. Fui o único bispo que abriu a homilia (celebração) para ela fazer em uma ocasião, e ela sempre se lembrou disso. É uma personalidade de uma envergadura muito grande, que adotou um método para salvar crianças a custo zero. Com ingredientes de cada bioma do Brasil, de todas as regiões, ela criou uma solução reconhecida internacionalmente para a redução da fome e desnutrição em crianças, salvando milhares de pessoas – disse o bispo, classificando a obra como “magnífica”. “Com certeza vai atender muito bem os pacientes de toda a região”.

O prefeito Neto destacou o custo e a qualidade da obra – que representa um investimento de R$ 70 milhões nas obras civis e R$ 50 milhões em equipamento -, afirmando ainda que a unidade vai reforçar o atendimento de pacientes de alta e média complexidade.

– O metro quadrado em qualquer obra parecida está em torno de R$ 7 mil, enquanto a obra do Hospital Regional ficou em R$ 2,8 mil o metro quadrado, a mais barata do país para uma obra desse porte, e com imensa qualidade. O Hospital Regional em funcionamento é um sonho se tornando realidade, buscada pelos 12 municípios do Cismepa (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paraíba) em prol da população – disse.

Faria informou que a obra do Hospital Regional está 96% pronta.

– A previsão é que tudo esteja pronto até novembro e possa entrar em funcionamento de forma gradativa – afirmou. A arquiteta responsável, Cláudia Freitas, passou aos visitantes diversas informações sobre a obra, que tem aspectos diferentes.

– As luminárias dos setores de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e UI (Unidade Intermediária) são blindadas, evitando a entrada de poeira e insetos, e as janelas destes locais são duplas, com uma persiana no meio dos dois vidros, permitindo a entrada de luz solar – o que é benéfico para os pacientes –, mas sem que as persianas peguem poeira, contaminando o ambiente – ressaltou, explicando ainda que o hospital terá uma área de convivência para os pacientes no térreo.

– Será como uma praça, com bancos e árvores, para que aqueles pacientes que podem caminhar consigam tomar sol e sair um pouco dos quartos – destacou.

Hospital regional

A unidade é um hospital de média e alta complexidade, com 26.400 metros quadrados de área construída, sendo o maior hospital da região Médio Paraíba. O atendimento será disponibilizado para os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A capacidade de atendimento ambulatorial será de 7,5 mil pessoas por mês e tem capacidade cirúrgica de sete mil procedimentos por ano. A unidade possui dois centros cirúrgicos com três salas para pequenas cirurgias e seis salas para cirurgias de média e alta complexidade, sendo uma sala equipada para transplantes, além de 229 leitos (132 de internação e 97 de UTI e UCI).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

18 comentários

  1. Itamar Batista de Souza

    Bons comentários!…Mais pra que servem?…O que está errado na política não vai mudar.
    O povo(nós)vai votar de qualquer jeito.Aqui é Brasil.

  2. O Manoel esta coberto de razão. Matéria inoportuna que tenta mais uma vez angariar os votos dos otários. O mote da campanha do Neto em 2012 era a conclusão da Rodovia do Contorno, do Hospital Regional e bla bla bla. E mais de 50% do eleitorado acreditaram na promessa dele. EU não acreditei e continuo certo de não acreditar em nada que ele e nem os seus indicados prometem.

    • mas agora esses politiqueiros ótimos com a palavrinha mágica PROMETO tem como ALIADO o bispo que com certeza pedirá votos no púlpito, fora outros padres, pastores e religiosos.

      Com certeza os padres que ganharam a homenagem CIDADÃO VOLTAREDONDENSE irão pedir votos para os vereadores. Vá a uma missa ou culto semana antes da eleição para ver e ouvir.

      Um carro de som não pode fazer propaganda próximo a uma igreja em horário de funcionamento, mas os padres e pastores podem pedir votos na missa/culto.

      Isso tem de mudar. Isso não é justo. Isso não respeita as leis.

    • Professor,
      Ainda teve o Sergio Cabral que falou da faculdade de Medicina e outras
      para a cidade de VR, isso tudo anexo ao Hospital.
      à proposito, o Sergio Cabral ainda está vivo ?

  3. GENTE ESSE HOSPITAL E APENAS PARA OS BOBOS VER E VOTAR, TA IGUAL A RODOVIA DO CONTORNO QUE JA SE VAI MAS DE 20 ANOS E SEMPRE TEM UM MANE QUE DIZ… EU PROMETO, E OUTROS MANES QUE OUVE E VOTA…. RODOVIA DO CONTORNO, HOSPITAL DO CONTORNO, RODOVIÁRIA DO CONTORNO, AEROPORTO DO CONTORNO, TREM BALA DO CONTORNO….. A CIDADE DO CONTORNO

  4. A homenageada no hospital já faleceu há SEIS ANOS e as obras já existiam. E até hoje não terminaram! Parabens Neto e equipe pela sua competência. Espero que o próximo prefeito saiba terminar obras.

  5. Estão esquecendo do acesso ao hospital. A Entrada para quem vier de Volta Redonda será o mesmo caminho de quem vai para o Roma? Imagina uma ambulância tendo que fazer aquela curva com um paciente em estado critico, aguardar para entrar na Dutra e logo em seguida reduzir a velocidade ainda no meio da pista para acessar o trevo. Como diria o Galvão Haja coração!

    • Se a CCR será uma das grandes beneficiadas já poderiam começar as obras de adequação no acesso ao Roma e ao Hospital.

    • ESQUECERAM NAO… O ACESSO VAI SER PELA RODOVIA DO CONTORNO, PASSANDO PELO AEROPORTO DO CONTORNO EM FRENTE A RODOVIÁRIA DO CONTORNO… O QUE NÃO SE SABE E SE VAI TER OU NAO UM VIADUTO EM CIMA DA LINHA FÉRREA DO TREM BALA DO CONTORNO… KKKK

  6. Quase pronto? Nossa ! Na ultima materia sobre esse fato gerador da matéria o D.V escreveu que em julho estaria inaugurado ,so esqueceram de escrever o ano.

    • SO PARA CONSTAR, A INAUGURAÇÃO JA ESTA PREVISTA PARA JUNHO DE SABE LA QUAL ANO, LOGO APOS A INAUGURAÇÃO DA RODOVIA DO CONTORNO!

  7. QUEM VAI DESFRUTAR DESTE HOSPITAL,VAI SER.CCR.NOVA DUTRA E ACCIONA.COBRÃO PEDÁGIO VÃO TER QUE AJUDAR O HOSPITAL.KD OS POLITICOS?

  8. Até hoje não entendendo aquela obra sem vergonha feita na avenida Amaral Peixoto em Volta Redonda, que pra mim ficou do mesmo tamanho, gastaram uma nota preta pra causar um transtorno na época, colocaram painéis luminosos e esqueceram de arrumar O ASFALTO, tampas de boeiros afundando com quase 10cm de diferença no asfalto, causando danos aos veículos que ali circulam, sem contar nos “quase acidentes” que acontecem a todo momento por conta dos veículos que desviam dos buracos, são várias “fechadas” o tempo todo, não adianta jogar aquela borra de asfalto podre não, queria ver fazer aquele trabalho limpo que fizeram no aterrado e nas ruas por onde a tocha passou, a tocha passou e nós continuamos aqui aguentando essa cidade largada e esburacada, alô prefeito, saia da inércia, vamos trabalhar , o povo quer ver trabalho e não promessa , tá feio, tá ridículo!

  9. E QUANDO INAUGURA E FUNCIONA ????

    TÁ BOM….muita GENTE JÁ VISITOU O HOSPITAL…. ÓTIMO…QUERO SABER QUANDO INAUGURA E FUNCIONA…. O resto é blá , blá, blá…

  10. A unidade ainda não é um hospital, apenas pretendem que seja. Mas quando será? A compra de todos os equipamentos e tudo o mais que um hospital precisa para funcionar. E contratação dos funcionários, vai ter concurso? Qual a data prevista? Será que os visitantes como o Bispo não têm curiosidade e os políticos nenhum compromisso em esclarecer o povo? E o transporte de todo o pessoal que vai precisar se deslocar para lá, principalmente os de outros municípios? Vai ter bilhete único intermunicipal? Nem os vereadores dos vários municípios envolvidos e nem os deputados da ALERJ ajudam a cobrar uma definição de tudo isso.

  11. Tipo da matéria que não significa NADA.
    O Hospital é totalmente politico.
    O Estado mal administrado não terá como bancar os profissionais nem equipá-lo.
    Tinha é que fazer uma auditoria nessas contas pois nunca acaba.
    Este é o Estado do Rio, dos prefeitos e PEZÂO.

Untitled Document
close