quinta-feira, 19 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Doze escolas vão funcionar no sistema integral de ensino

Doze escolas vão funcionar no sistema integral de ensino

Matéria publicada em 31 de janeiro de 2019, 16:19 horas

 


Cresce o número de escolas que oferecem ensino em tempo integral na rede pública


Resende – 
Cinco escolas da rede municipal iniciam o ano letivo com o sistema de tempo integral implantado pela Prefeitura de Resende. A nova rotina começa no Ciep 489 – Augusto de Carvalho (Cidade Alegria) e nas Escolas Municipais Hetelvina Carneiro (Vargem Grande), Rio Preto (Rio Preto), Santa Maria (Fazenda Santa Maria, Academia Militar das Agulhas Negras) e de Educação Bilíngue Rompendo o Silêncio (Vila Julieta).

Por orientação da Secretaria de Educação, as instituições anunciaram a mudança no ano passado e prepararam os pais e responsáveis sobre o funcionamento do sistema. Com mais estas cinco escolas, a Prefeitura quadriplicou o número de unidades contempladas pelo sistema de tempo integral: subindo de três para 12 na atual gestão.

De acordo com a secretária de Educação, Rosa Frech, o processo de implementação do sistema integral é gradativo.

– Gradualmente, a rede municipal vai sendo reformulada para atender à nova metodologia de ensino, baseada no Plano Municipal de Educação (PME). O plano segue as diretrizes, metas e estratégias propostas pelo Plano Nacional de Educação (PNE), estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC). No Ciep 489, por exemplo, dos 590 alunos serão atendidas 121 crianças na faixa etária de quatro a nove anos, que estudam nas turmas de Pré-escola 1, Pré 2 e 1º e 2º anos do Ensino Fundamental. Aos poucos, as escolas envolvidas serão readaptadas para funcionar em tempo integral. Os alunos beneficiados tinham a carga horária de quatro horas e meia; agora, permanecerão de 7h45 às 17h15 desenvolvendo diversas atividades educativas e esportivas – destacou.

Meta

O Plano Municipal de Ensino prevê a implantação do sistema integral com a proposta de atingir 50% da rede até 2025. Mesmo com o alcance da meta, a Prefeitura possui a intenção de ampliar o sistema com o atendimento em mais escolas. Conforme determinação do Plano Municipal, no primeiro semestre de 2019, serão realizadas diversas reuniões com temáticas para avaliação e monitoramento do sistema integral, promovidas pelo Conselho Municipal de Educação. De acordo com o calendário letivo, no dia 8 de junho, acontecerá o Fórum Municipal, presidido pelo Conselho, no qual membros da sociedade são convidados, com o objetivo de definir possíveis readequações ao plano.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document