Economia Criativa inscreve alunas do Projeto Mulheres que Costuram em Resende

Por Diário do Vale
42 Visualizações

Resende

A Secretaria Municipal de Trabalho e Renda, por intermédio da Superintendência de Economia Criativa, está com inscrições abertas para o projeto “Mulheres que Costuram em Casa”. A atividade é uma parceria realizada com a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, destinada a mulheres que buscam uma atividade profissional em casa, paralela ao trabalho do lar. Lançado em 2014, o projeto é mantido nos espaços da Rede Amiga, os Centros de Referência de Atendimento Social (CRAS) dos bairros Lavapés, Itapuca, Toyota, Jardim Esperança e Paraíso.

São 15 vagas para cada unidade do CRAS, em curso gratuito com duração de cinco meses. O público-alvo são as mulheres que buscam capacitação para compor a renda familiar, de todas as faixas etárias. Basta apresentar documentação pessoal.

Segundo a superintendente de Economia Criativa, Marly Ceccoline Cortona, o projeto visa à formação de profissionais que saibam utilizar materiais descartados, reaproveitando-os em consertos, reformas e criação de peças do vestuário feminino e masculino, adulto ou infantil.

– É possível complementar a renda familiar trabalhando em casa. A rotina diária nem sempre impede a dona de casa de realizar pequenos reparos em roupas de clientes da própria vizinhança, por exemplo. O curso orienta sobre técnicas de costura básica e eficiente, como fazer a bainha de calças, pregar botão, fixar zíper, entre outros – afirma.

A superintendente acrescentou também que após a conclusão do projeto serão distribuídas nas empresas da região as filipetas com nomes e todos os contatos das costureiras ampliando sua futura rede de clientes.

Na grade curricular do curso constam atividades como pregar botões de diversas maneiras, fazer barras à mão, costurar a mão com ponto de máquina, passar fitas e elásticos em tecidos, pregar rendas, pregar zíper à mão e à máquina e como usar a técnica de zíper visível e invisível; barras feitas à máquina e barra original de calças jeans.

Nas aulas as alunas vão manusear objetos e utensílios típicos do ramo da costura, como botões, tecidos de várias características e padrões, agulhas, linhas, passadores e tesouras. Ao fim do curso, todas as participantes vão receber certificado de participação.

Para o secretário de Trabalho e Renda, Rogelio Garcia, a iniciativa incentiva o surgimento de novas profissionais no mercado de costura. “Muitas destas participantes podem consolidar seu próprio negócio e se tornar microempreendedoras individuais”, frisa.

Confira o endereço dos CRAS no município: CRAS Itapuca – Rua Willy Faustich, nº 64, Bairro Elite; CRAS Paraíso – Avenida Abílio Godoy, 127; CRAS Itinerante – Rua Simão da Cunha, nº 05, Centro; CRAS Jardim Esperança – Rua Frei Tito, nº 27; CRAS Lavapés – Rua Celestino de Paula, nº29 e CRAS Toyota – Av. Projetada, S/Nº.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996