Educação realiza capacitação sobre Diversidade e Combate à LGBT Fobia

by Diário do Vale

Volta Redonda- A Secretaria Municipal de Educação realizou na manhã desta segunda-feira, (3), uma capacitação com 104 diretores e orientadores educacionais com o tema “Diversidade e Combate à LGBT Fobia”. O evento aconteceu no auditório da secretaria e teve como objetivo conscientizar os educadores com informações sobre o assunto. A defensora pública Luciene Torres Pereira, responsável por ministrar palestra aos presentes, disse que é um momento de sensibilização.

– Precisamos aprender a respeitar o direito do outro. O ser humano está acima de qualquer rótulo e preconceito. Estamos discutindo direitos humanos e precisamos tornar pública nossas ações, para mudarmos a nossa visão sobre o conceito de relação – ressaltou, acrescentando que a sociedade precisa ter um olhar mais calmo e técnico sobre o assunto. “Precisamos criar políticas públicas que sejam inclusivas, permitindo a manifestação da identidade de gênero”, enfatizou.

A orientadora educacional, Ana Paula Camargo, disse que o assunto precisa ser debatido e estudado para que a informação sobre o tema ser passada adiante de uma forma coerente.

 Estamos formando cidadãos – sintetizou. Já para a diretora da Escola Municipal Daniel Medeiros, as pessoas precisam trabalhar o respeito às diferenças. “Nós somos diferentes, mas o tratamento deve ser de igualdade e respeito, não de preconceito”, afirmou.

A secretária de Educação Rita de Cássia Andrade elogiou a palestra e o tema apresentado.

– O objetivo é a conscientização da aceitação das diversas famílias. Devemos apresentar às pessoas a diversidade e o combate à LGBT fobia. Foi um sucesso –  concluiu.

You may also like

4 comments

guto 4 de julho de 2017, 10:32h - 10:32

A violência já está determinada como procedimento que leva à condenação penal, variando a pena de acordo com a ofensa, seja a violência cometida contra o negro, o amarelo, o branco, a criança, o adolescente, o velho, o deficiente físico ou mental, etc… Já está na Constituição Federal que quem não respeita o outro é preso, não é necessário falar e colocar questões sobre violência contra o homossexual, pois já está inclusa na Constituição.
Seria melhor falar para os alunos não votar nos maus políticos como Lula e seus melhores amigos como o Sérgio Cabral, que acabaram com as finanças do Estado do Rio, e , hoje, até bebezinhos dentro da barriga da mãe estão paraplégicos devido à balas perdidas.
Por que não se fala da violência das balas perdidas no Estado do Rio que mata inocentes?!
Por que o homossexual tem prioridade em relação às mulheres, principalmente às mães que carregam seus filhos na barriga, e não querem ser atingidas por balas perdidas?!
Por que não educar os alunos que votar em amigos do Lula é condenar a sociedade a uma violência sem fim?!
Precisamos respeitar os direitos dos outros, principalmente das mulheres que querem dar à luz seus filhos, sem serem vítimas de balas perdidas!!!

José Silva 3 de julho de 2017, 17:14h - 17:14

Enquanto isso a classe pobre continua se ferrando e ninguém se reúne pra ver isso… Só não quero que venham ensinar ou insinuar homossexualismo para nossas crianças nos colégios

Agostinho 3 de julho de 2017, 16:33h - 16:33

“Precisamos aprender a respeitar o direito do outro” – 100% de acordo
“Precisamos criar políticas públicas que sejam inclusivas, permitindo a manifestação da identidade de gênero” – Não está claro que políticas públicas seriam essas, pra permitir que tipo de manifestação de gênero????? Criar mais cotas ou previlégios????
Se todos são iguais então deve haver igualdade para todos

Max 3 de julho de 2017, 16:17h - 16:17

O problema é que estão usando o termo “homofobia” de forma generalizada; por eu não concordar com a prática homossexual, isso não me faz homofóbico. Posso perfeitamente conviver, e convivo com homossexuais; me dou bem com eles e tenho estreita amizade; apenas não concordo com a prática; mas nossa convivência é pacífica. simples assim.

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996