sábado, 21 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Entre leilões, almoços e festas, a retomada da Apae de Barra Mansa

Entre leilões, almoços e festas, a retomada da Apae de Barra Mansa

Matéria publicada em 11 de agosto de 2019, 10:00 horas

 


Associação tem recebido apoio de diversos segmentos da sociedade e retomará a tradicional Feira do Amor

Maior tranquilidade financeira garante um trabalho mais efetivo para os assistidos (Foto: Divulgação)

Barra Mansa – “Entramos 2018 com os pagamentos dos funcionários atrasado e chegamos ao final do ano antecipando o 13º salário dos nossos colaboradores. Foi um ano divisor de águas”. Essa foi uma das afirmações feitas pelo presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Guilherme Ribeiro Fonseca, para avaliar o que ele classifica como uma “volta por cima” da instituição. Nos últimos anos, a Apae passou por uma série de dificuldades financeiras, seguindo um cenário que se repete em todo o país.

Com cerca de 200 assistidos, que vão desde recém nascidos a pessoas da terceira idade, a Apae-BM conseguiu reorganizar suas finanças, garantindo dessa forma uma situação equilibrada.

– Isso só foi possível graças aos convênios com os governos federal, estadual e municipal, mas também com a ajuda da comunidade – destacou o presidente, ao ressaltar que ainda existem resquícios de parcelamento de dívidas.

De acordo com o presidente, a Apae-BM tem um vocação para promoção de festas e neste ano já esteve participando de diversos eventos. Para o mês que vem, ele ressalta que está na agenda a Flumisul, que acontece no Parque da Cidade. Nesses eventos, a instituição tem a oportunidade de explorar a parte de alimentação e, conforme destaca o presidente, o retorno é sempre lucrativo.

– São eventos importantes e que fazem parte da nossa fonte e captação de recursos. Participar dessas festas nos ajudou muito e é uma materialização do cuidado que as instituições, a sociedade têm com a Apae, com o nosso trabalho – comentou Fonseca.

Ele destacou ainda o Leilão de Gados, organizado pela União dos Fazendeiros, que foi de extrema importância para a instituição nos últimos dois anos. “Esse leilão é um evento de grande porte e que nos proporcionou uma segurança financeira muito importante”, acrescentou o presidente.

Feira do Amor

Pegando carona nos eventos que deram certo, Fonseca fala com orgulho da retomada da Feira do Amor, uma festa tradicional da Apae e que desde 2002 não acontecia na cidade. Previsto para acontecer entre os dias 23 e 25 de agosto, o evento já foi considerado um dos mais atrativos de Barra Mansa. Para alinhar a organização da feira, que acontecerá no Calçadão Dama do Samba, na Beira Rio, a diretoria da Apae se reuniu com os representantes da prefeitura, no último dia 2, para alinhar e estreitar a estruturação da cerimônia.

Conforme explicou o presidente, a Feira do Amor recebeu esse nome devido à data na qual era realizada, em junho, mês dos namorados. Todo lucro faturado pelo evento será revestido em melhorias para a Apae.

– Estamos muito felizes com a repercussão positiva da festa, nas redes sociais, desde que ela foi anunciada. Grandes histórias de muitos barra-mansenses aconteceram na feira e resgatar esse evento é uma grande conquista para o município. Estamos muito gratos de poder contar com o apoio e a parceria da prefeitura nesse momento. Sem essa viabilidade seria inviável para a realização devido aos serviços que será oferecido – frisou.

Almoço tradicional

Outro evento retomado pela Apae-BM, que conta com a participação e colaboração de voluntários, é o almoço servido na instituição todas as quintas-feiras. Em média, segundo o presidente, são vendidas cerca de 130 refeições.

O almoço tem cardápio variado, que poder ser conferido toda semana através do WhatsApp 99912-4281. “Ficamos um tempo parados com o almoço, mas neste ano tivemos condições de retornar é já é um grande sucesso. O grande ganho desse evento é o institucional, uma vez que trazemos o publico que ajuda a Apae para perto da gente. É um momento em que todos podem ver como é o funcionamento da instituição”, enfatizou o presidente.

Ao finalizar, ele agradeceu a todas as pessoas que vêm colaborando com a Apae e ressaltou que, no período de dificuldades, foram muitas as manifestações de preocupação de diferentes segmentos. “Esse carinho foi fundamental e nos deixou claro que as pessoas entendem e reconhecem a importância da Apae para seus assistidos e seus familiares. Somos muito grato e a todos, que de alguma forma, tiveram sua atenção e cuidado voltado para nós”, finalizou.

Por Roze Martins


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document