terça-feira, 10 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Equipes são capacitadas no Atendimento Humanizado à Pessoa com Deficiência

Equipes são capacitadas no Atendimento Humanizado à Pessoa com Deficiência

Matéria publicada em 23 de setembro de 2019, 19:40 horas

 


Curso foi promovido pela secretaria da Mulher e Escola de Governo e Gestão no bairro Siderópolis
( Foto: Geraldo Gonçalves- Secom PMVR)

Volta Redonda- A secretaria municipal da Mulher, Idosos e Direitos Humanos promoveu um Curso de Atendimento Humanizado à Pessoa com Deficiência, na tarde desta segunda-feira (23), na Escola de Governo e Gestão, no bairro Siderópolis, para cerca de 50 pessoas. O curso ministrado pela psicóloga Angélica Santos, com base na Lei Federal 13.146 de 2015 que criou o Estatuto de Defesa da Pessoa com Deficiência, atendeu a cerca de agentes públicos de várias secretarias.
O objetivo principal do curso é “formar recursos humanos para atender o público alvo, sensibilizando as pessoas para um olhar diferenciado nas possibilidades de oferecer melhor atendimento às pessoas deficientes”, segundo a psicóloga Angélica Santos. Todos os participantes terão certificados pela participação.
A data 23 de setembro representa o Dia Nacional de Luta pelos Direitos das Pessoas com Deficiência. A secretaria pretende capacitar nos últimos meses do ano as equipes da secretaria municipal de Ação Comunitária que atuam nos CRAS (Centros de Referência e Assistência Social) dos bairros.
Na sua palestra, a psicóloga abordou os dez princípios de atendimento à pessoa com deficiência e suas diretrizes. Ela citou que a secretaria e a Escola de Gestão e Governo estão trabalhando para multiplicar conhecimentos neste olhar diferenciado no atendimento público.
Participantes dos cursos falaram da evolução neste atendimento.
– Estamos agregando conhecimentos que são fundamentais no trato com as pessoas com deficiências – disse Katiuscia de Castro, assistente social do Creas Aterrado, Centro de Referência Especializado em Assistência Social. O professor Paulo Sérgio Cruz Aguiar, da E. M. Wandir de Carvalho (Siderlândia), acrescentou.
– A primeira ideia da capacitação foi nos ensinar a conhecer as diferentes questões de mobilidade, ampliando os nossos conhecimentos. O importante é aplicar dentro da nossa escola esse aprendizado – disse.
O prefeito Samuca Silva destacou este aperfeiçoamento dos agentes na rede publica na qualidade da prestação de serviços.
– A inclusão deve ser um compromisso tanto público como na sociedade em geral, por isso estamos sempre investindo na capacitação como forma de referência e aprendizado nas mais diversas áreas – comparou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document