>
segunda-feira, 23 de maio de 2022 - 17:18 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Escola de Pinheiral recebe oficinas do AfroReggae

Escola de Pinheiral recebe oficinas do AfroReggae

Matéria publicada em 24 de junho de 2015, 21:25 horas

 


Atividades: Oficinas de dança, grafite e circo foram promovidas durante toda a manhã na Escola Municipal Miguel Barbosa Júnior (Foto: Divulgação PMP)

Atividades: Oficinas de dança, grafite e circo foram promovidas durante toda a manhã na Escola Municipal Miguel Barbosa Júnior (Foto: Divulgação PMP)

Pinheiral- Dança, percussão, grafite e circo foram temas de oficinas realizadas pelo grupo AfroReggae durante toda a manhã de hoje (24), na Escola Municipal Miguel Barbosa Júnior, na área rural do município. A iniciativa faz parte do projeto “Consórcio Social Travessia” em parceria com a Odebrecht e a Prefeitura de Pinheiral.
Buscando transformar vidas e mudar a realidade de algumas cidades, o “Consórcio Social Travessia” foi criado pelo Grupo Cultural AfroReggae com o objetivo de melhorar a educação e a aprendizagem dos alunos, organizar a gestão social, apoiar práticas inovadoras, incentivar a participação da família na vida escolar e oferecer suporte para o desenvolvimento social.
O projeto, que envolve Secretaria Municipal de Educação e Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, conta com Cristiano Preá e Sandro Machintal ministrando a oficina de Grafite, Adelson Santos e Roniele Barbosa responsáveis pela oficina de Percussão, Reinaldo Silva e Orlando Lima com as instruções sobre Circo e Felipe Monteiro e Junior Paixão com as aulas de dança.
Roniele Barbosa, atuante no AfroReggae há 8 anos, acredita que o trabalho realizado com crianças no Brasil e no mundo pelo grupo pode transformar vidas.
– Acho que o projeto contribui para que a pessoa se torne um cidadão de bem, independente da área em que atua. Auxilia também para a criação de uma visão cultural amplificada, na busca por objetivos e também nas responsabilidades e vinculo familiar. Falo por experiência própria porque isso aconteceu comigo. Agora estou aqui pra passar essa mensagem para frente porque o AfroReggae mudou a minha vida – revelou.
Especialista em balé clássico e professor da oficina de dança, Junior Paixão, afirmou que a dança é libertadora e faz bem para a alma.
– Proporciona sensação de liberdade e contribui para ultrapassar a barreira do preconceito. Além disso, oferece mais flexibilidade ao corpo, resistência física, estimula a memória e coordenação motora. A dança na escola é de extrema importância para combater a timidez e externar emoções e sentimentos – disse.
A atividade ainda contou com uma capacitação para servidores das duas secretarias envolvidas para orientações para as etapas futuras.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Odebrecht e governo do PT tudo a ver. Se liga aí.

Untitled Document