sábado, 16 de outubro de 2021 - 12:27 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Estudantes da Fevre conquistam a prata em olimpíada de astronomia

Estudantes da Fevre conquistam a prata em olimpíada de astronomia

Matéria publicada em 23 de novembro de 2017, 16:35 horas

 


Alunas: Letícia, de 13 anos, e Alícia, de 14, são do oitavo ano do Colégio Delce Horta Delgado, da Fevre (Foto: Divulgação/ Secom/VR)

Alunas: Letícia, de 13 anos, e Alícia, de 14, são do oitavo ano do Colégio Delce Horta Delgado, da Fevre (Foto: Divulgação/ Secom/VR)

Volta Redonda – Duas alunas do Colégio Delce Horta Delgado, da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), conquistaram medalha de prata na 20ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que teve as eliminatórias realizadas na própria escola. Letícia Sanches Barbosa, de 13 anos, e Alícia Nascimento Batista, de 14, são do 8º ano, e concorreram com cerca de 800 mil estudantes de todo o país. Esta foi a primeira vez que o Colégio Delce Horta participa da competição.

As amigas estudam na mesma sala de aula.

– Fizemos um foguete com materiais recicláveis. Lembro que muitas equipes no dia tiveram problemas técnicos com seus foguetes. Fiquei com muito medo do nosso foguete falhar. Mas deu tudo certo e ele atravessou a quadra – contou Letícia.

Já Alícia relatou que ela e seu grupo estudaram, pesquisaram, tiveram que improvisar. Muitas coisas foram feitas com ideias próprias durante o processo de construção.

– O meu foi feito de garrafa PET, cano de PVC, fita adesiva, água e pressão. Meu foguete voou mais de 11 metros – disse.

O prefeito Samuca Silva também fez questão de parabenizar as estudantes.

– Logo na primeira participação na Olimpíada, elas já foram premiadas. É motivo de orgulho para nossa cidade, que tem investido cada vez mais em Educação. Parabéns também à Fevre, que tem estimulado constantemente a criatividade e descoberto tantos talentos em nossas escolas – disse.

A professora de matemática Marlei Barbosa Nóbrega Gomes, a pedido da direção, coordenou o colégio na OBA e foi a responsável por avaliar os estudantes na primeira etapa.

– As duas são excelentes alunas. Nós, professores, damos dicas e orientamos, mas são elas que vão atrás. O mérito é todo delas, que merecem todo o nosso incentivo – elogiou.

Depois, as amigas foram para a prova teórica, feita individualmente pelos alunos aprovados na primeira etapa, com o conteúdo abrangendo os conhecimentos gerais de todas as áreas de estudo. A fonte de Letícia, que veio com a maior nota – 8,85, foi a internet e documentários. Já a Alícia estudou por meio de vídeo-aulas e livros.

“A reação com o resultado foi de euforia total”, contou Letícia. Alícia se disse orgulhosa. “Fiquei bem satisfeita pelo 8,45. Agora é comemorar”. ressaltou.

A diretora do Colégio Delce Horta, Elisângela Nogueira Ananias, lembrou que os alunos da unidade de ensino são muito bem preparados para as competições. – Eles estão dando retorno do nosso trabalho. Estamos muito felizes com a premiação – enfatizou.

O presidente da Fevre, Eduardo Dessupoio, parabenizou as meninas e reforçou o empenho da fundação na procura de novos talentos.

– Para nós, da Fevre, é um grande orgulho. Sinal de que temos ótimos talentos e que o trabalho está sendo bem feito em nossas escolas. Que sirva de exemplo para os demais alunos – comentou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document