terça-feira, 4 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Eventos esportivos incentivam moradores de Paraty a praticarem esportes

Eventos esportivos incentivam moradores de Paraty a praticarem esportes

Matéria publicada em 11 de dezembro de 2016, 17:24 horas

 


Número de pessoas que praticam alguma modalidade aumentou; incentivo é devido à estrutura da cidade e provas como o Action Paraty

paraty-2

Em casa: Pais afirmam que incentivo é uma forma de unir família e garantir qualidade de vida
(Foto: Hélio Graça/Action Paraty)

Paraty– Quem mora em Paraty não perdeu a oportunidade de participar do Circuito Action. O evento que aconteceu no sábado e domingo na Praia do Pontal reuniu atletas de mountain bike, corrida, travessia (natação) e triathlon. Muitos dos competidores são de Paraty, assim como Moisés Alves Barbosa. Praticante do mtb há mais de 15 anos, ele conta que a cidade tem respirado esporte desde que chegaram eventos como o Action Paraty.
– É possível ver como as pessoas estão aderindo ao esporte na cidade. Eu mesmo incentivo meus filhos. Quando eu comecei a pedalar tinha uma galera de cinco ou seis atletas, agora esse número mais que triplicou e está aumentando cada vez mais – disse.
O treinador de Moisés, Dante Guerrero, concorda. De acordo com ele, é possível ver que o esporte tem se massificado em Paraty. “Antes eram grupos menores e agora tem grupos de mountain bike, tem muita gente de speed que antes não tinha. Quando cheguei tinham grupos muito pequenos, agora temos bastante gente. Tudo isso acontece, com certeza, devido às provas que têm vindo para a cidade, como o Action Paraty. Isso faz com que as pessoas participem das competições e se interessem”, ressaltou.
De acordo com o secretário municipal de esportes, Nelson Arnaldo de Oliveira, provas como Action Paraty são um incentivo para a população.
– Isso aumentou muito nos últimos quatro anos, pois temos trazido provas que entusiasmam os moradores a participarem, desde as crianças até os atletas de auto rendimento – disse.
Segundo ele, o resultado é o benefício da saúde e o nome de Paraty levado para provas até mesmo internacionais. “Isso traz uma qualidade de vida para a população, especialmente para a saúde, além de recursos para a cidade. Antes todos que praticavam de forma esporádica, hoje são mais focados em competições, estão saindo e representando a cidade até no exterior”, finalizou.
Isso foi o que fez Tales Camargo há 15 dias. O atleta paratiense conquistou o sexto lugar no Iron Man, em Cozumel, no México, na categoria 35 a 39 anos. “Fazem três anos que moro em Paraty e a estrutura que a cidade tem é perfeita para quem quer treinar. São diversos tipos de terreno, podendo assim diversificar e treinar diversas modalidades, trilhas e asfalto para mountain bike, triathlon off road ou um triathlon de rua”, comentou.
E foi esse potencial da cidade que levou Tales a sair de São Paulo e morar em Paraty. “Eu vim com esse intuito, vi a capacidade que o local tinha e que vem crescendo cada vez mais com os eventos esportivos. Isso acaba motivando as pessoas que nunca competiram a competir. Elas assistem como público em um ano e no outro se inscrevem”, afirmou o atleta, que também é professor de educação física.

Circuito Action

O Circuito Action surgiu este ano e teve a primeira prova em Paraty. Nesta prova, os amantes do esporte tem tudo em único lugar: corrida, ciclismo, travessia, mountain bike e triathlon. O objetivo é unir todas as tribos esportivas em um lugar ideal para desafios e diversão.

Dupla mista de corrida se torna trio com cachorro no Action Paraty

O que era para ser uma dupla mista de corrida no Action Paraty virou um trio misto. Isso porque, quando o atleta Cori dos Santos entrou na pista para completar os 10 km, no sábado (10), o parceiro dele, o cachorro Scoob foi junto e o acompanhou durante todo percurso. A outra cadelinha dele até tentou acompanhar, mas ainda é filhote e não teve velocidade suficiente. De acordo com o atleta, Scoob é o companheiro dos treinos, do trabalho e não o deixa nem para competição. Cori, a dupla dele, Geisa Aparecida de Oliveira e Scoob terminaram a prova com a 2º colocação.
Scoob foi encontrado pela esposa de Cori, ainda quando era filhote, e por isso a idade dele é incerta. De acordo com o atleta, o amigo tem cerca de quatro anos. “Desde quando ele era pequeno, eu o levava para correr devagar, começamos a correr na praia e a nadar, e na pista ele corre comigo o tempo todo, já correu 32 km, é um companheiro mesmo. Ele também é obediente, se eu mando esperar, ele espera. Fica muito esquisito correr sem ele”, contou.
Segundo o atleta, Scoob foi encontrado pela esposa, enquanto ela trabalhava. “Ela trabalha em uma pousada e um dia ele entrou e ficou debaixo da mesa. Ela o levou para casa e nós ficamos com ele. Scoob nada comigo, mas não o levo para competir, para não correr o risco de atrapalhar os outros atletas. Ele também caça, quando eu vou mergulhar ele fica na canoa sentado esperando, quando vou ao mangue pegar caranguejo ele vai junto, essas atividades caiçaras. É um amigo”, disse.
E enquanto Cori e Scoob corria, a outra cachorrinha dele ficou esperando, mas impaciente. A dupla dele, Geisa, explicou que é porque ela ainda é filhote.

paraty-3

Parceria: Cachorro completou percurso de 10 km junto com atleta
(Foto: Hélio Graça/Action Paraty)

Com incentivo dos pais, crianças participam da corrida Action Run

A Praia do Pontal em Paraty foi o cenário da Corridinha do Circuito Action. Crianças de até 13 anos completaram o percurso de 400 metros na tarde de sábado e todas elas foram premiadas com uma medalha. O futuro do esporte faz parte de um incentivo entre os pais, muitos deles também atletas, como por exemplo, Anderson Souza. Treinador e praticante de triathlon há 15 anos, ele incentiva a filha, Marina, de dois anos. A mini atleta correu os 400 metros e queria dar a segunda volta.
– Eu sou triatleta há mais de quinze anos e tenho uma assessoria de triathlon. Minha esposa pratica e Marina fica vendo a gente praticar. Ela vai aos treinos, vê a gente correr e gosta de correr. Correr para ela é brincar, ela também gosta de nadar e eu ainda tenho um filho de treze anos que participou da travessia no domingo – contou.
Com o esporte inserido na cultura familiar, Anderson afirma que esta é uma maneira de adquirir qualidade de vida e também de unir pais e filhos. “Eu acho que para qualidade de vida, o esporte é fundamental. A gente vê o mundo muito virtual, os pais às vezes atarefados e afastados. As crianças também muito conectadas com celular ou TV, a informação é muito rápida. Acho que os pais e familiares e quem estiver mais próximo tem que incentivar a prática esportiva, não visando uma criança atleta, mas com qualidade de vida, por ter mais tempo junto com a família, tendo o esporte como uma recreação”, afirmou.
E é isso que João Luiz busca junto com o filho Nicholas, de 9 anos, que também correu no Action Paraty. Ele contou que a criança está há cerca de quatro anos no esporte acompanhando o pai, que é corredor. “Ele me vê correr há vários anos, ele cresceu com isso. Não é a primeira que ele participa, é só uma continuidade. O esporte é tudo. É mais fácil você direcioná-lo para o lado bom, o esporte, do que negligenciar”, disse.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Vão arrebentar os joelhos e ligamentos …

Untitled Document