domingo, 23 de janeiro de 2022 - 05:22 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Exposição Cultural do Folclore começa nesta quinta-feira, em Volta Redonda

Exposição Cultural do Folclore começa nesta quinta-feira, em Volta Redonda

Matéria publicada em 24 de agosto de 2016, 12:02 horas

 


Exposição cultural do Folclore terá apresentações gratuitas de 25 a 27, na praça da prefeitura

Volta Redonda – A Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) e a Secretaria de Cultura (SMC) promovem de 25 a 27 de agosto, na Praça Sávio Gama (em frente à Prefeitura), a IV Expoculfo – Exposição Cultural do Folclore. Na quinta e sexta-feira, dias 25 e 26, as apresentações acontecem de 14 às 18h, e dia 27, sábado, de 9h às 12h. Cada grupo teve a oportunidade de pesquisar e trabalhar a cultura e o folclore do estado e da região escolhida e o resultado será apresentado através de exposições, apresentações, peças teatrais, brincadeiras de roda, poesias, histórias, capoeira, apresentações de dança e pratos típicos.

De acordo com a diretora do Departamento de Proteção Básica, Rosane Marques, o Expoculfo terá o envolvimento de 500 pessoas. “Todas essas atividades serão apresentadas no evento com a participação dos 33 Cras (Centros de Referência da Assistência Social), 03 CAM (Centro de Atividades Múltiplas), seus Grupos de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, para crianças, adolescentes e idosos”, disse a diretora, destacando que a abertura ficará por conta da Banda Municipal e da apresentação do Grupo de Teatro da Academia da Vida. “Destacamos também o teatro do Capd (Centro de Atendimento à Pessoa com Deficiência) e a participação de professores e alunos de projetos da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel)”, disse.

Os participantes adquiriram conhecimento cultural destacando o folclore de todas as regiões do Brasil, conforme explica a coordenadora de Mobilizações de Ações dos Cras, Patrícia Pereira. “O público poderá aproveitar para visitar as barraquinhas de comidas típicas de todas as regiões do Brasil. Teremos arroz carreteiro, encondidinho de carne seca, canjica, doces, bolos, broas, cuca de banana e bebidas que serão vendidas por preços populares”, disse Patrícia, lembrando que o dinheiro arrecadado é revertido para os grupos de convivência de idosos, que são os responsáveis pelas barracas.

Já o secretário de Ação Comunitária, Munir Francisco, destaca que mais uma vez a exposição deverá ser um “sucesso” e por isso espera um público de mais de 2 mil pessoas nos três dias de evento. “Vamos promover a integração entre jovens e adultos dos Cras e estimular o interesse deles pela cultura de todo o país. Isso é um grande ganho na cidadania e socialização deles. E acredito que terão muita criatividade nas apresentações”, disse o secretário.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document