quinta-feira, 13 de maio de 2021 - 03:52 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Feijoada visa ajudar cubano a trazer família para o Brasil

Feijoada visa ajudar cubano a trazer família para o Brasil

Matéria publicada em 6 de maio de 2018, 09:30 horas

 


Feijoada acontecerá no dia 20 de maio, de 11h às 15h, com o ingresso no valor de R$ 15, com o show de Jorge Guilherme

Volta Redonda – Alexei Delgado Alfonso (32) veio de Cuba há aproximadamente 10 dias na esperança de uma vida melhor. Ele está trabalhando num restaurante, juntando dinheiro para trazer a mulher Yisel Chavez Rodrigues, de 32 anos, e o filho de quatro anos para o Brasil. A feijoada acontecerá no dia 20 de maio, de 11h às 15h, no Espaço MZ, com o ingresso no valor de R$ 15, com o show de Jorge Guilherme, que doou o show.
A família de Alexei faria o mesmo translado que ele fez, já que o governo cubano não autoriza voo direto para o aeroporto de São Paulo. O translado necessário para trazer a mulher e o filho de Alexei fica em torno de R$ 12 mil. A família de Alexei terá que pegar um ônibus e passar por fronteiras até chegar a Roraima, conseguir os documentos na Polícia Federal e depois seguir viagem para Volta Redonda.
Com a ajuda do dono do restaurante, Alexei foi a São Paulo emitir um documento permitindo que Yisel viage com a criança. A emissão do documento custa R$ 1 mil e tem a duração de três meses. Após esse período o documento vence e Alexei terá que emitir outro documento no mesmo valor.
Antes de vir para o Brasil, o cubano trabalhou em fazendas, em restaurantes e foi pastor da Igreja Batista. A família de Alexei é cubana, e desde criança sonhava em vir para o Brasil. Saindo de Cuba em uma quarta-feira, atravessou fronteiras, e chegou à Boa Vista em uma sexta-feira à noite. Foi assaltado nesse trajeto ficando sem dinheiro para comer e lugar para dormir. Alexei ajudou o gerente de um hotel a guardar caixas de mercadoria e o gerente ofereceu abrigo a Alexei. Na Polícia Federal Alexei conseguiu os documentos para seguir viagem até Volta Redonda, onde foi ajudado pelo dono do restaurante.
O dinheiro arrecadado na vaquinha de Alexei será usado para trazer sua família para o Brasil. O link para a vaquinha é http://vaka.me/ot5zjm


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Avatar

    Vc tem razão Césio, Nescio.

  2. Avatar

    A cada dia fico mais perplexo com o povo brasileiro, pois não vejo ninguém se prontificado em ajudar um brasileiro que esteja passando por dificuldades, mas quando se trata de um imigrante seja de onde for, os solidários brasileiros fazem vaquinha, almoço, dão até a roupa do corpo para os coitadinhos dos estrangeiros, que ao invés de ficarem em sua terra natal lutando para que as coisas melhorem, preferem vir para o país da benevolência dos cidadãos caridosos, mas que se esquecem de ajudar seu próprio povo que passa por dificuldades todos os dias, mas não deixam de estender a mão há um recém chegado seja de onde for. Donald Trump que está certo, proteção ao seu povo antes de sair ajudando povos de outros países.

    • Avatar

      Só escreve besteira. Na verdade é normal, pois com certeza tu deve ser um classe média que se acha milionário. Ou tem um empreguismo mais ou menos ou tem uma birosca, ainda por cima deve se intitular EMPRESÁRIO. A sociedade não precisa de pessoas como você.

  3. Avatar

    Boa sorte, espero que consiga seu objetivo, se puder estarei lá !

Untitled Document