Feira de Estágios e Oportunidades reúne público jovem e estudantes, em Volta Redonda - Diário do Vale
domingo, 26 de setembro de 2021 - 01:12 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Feira de Estágios e Oportunidades reúne público jovem e estudantes, em Volta Redonda

Feira de Estágios e Oportunidades reúne público jovem e estudantes, em Volta Redonda

Matéria publicada em 7 de dezembro de 2015, 09:49 horas

 


Evento gratuito teve impressão de currículos, palestra e apresentações musicais de artistas da cidade

feira

Legenda da Foto: Estudantes puderam conhecer instituições, se informar sobre o ingresso no mercado de trabalho e imprimir currículo
(Foto: Paulo Dimas)

Volta Redonda- Foi realizada, no último sábado, dia 5, a 1ª Feira de Estágios e Oportunidades de Volta Redonda. O evento aconteceu no Memorial Getúlio Vargas, na Vila Santa Cecília, e teve como público alvo os estudantes. A feira foi organizada pela Coordenadoria Municipal de Juventude, com o intuito de fornecer informação e facilitar o acesso ao mercado de trabalho. Além dos estandes de empresas e instituições de ensino superior da região, Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), Secretaria Municipal de Saúde, o evento contou com apresentações musicais de artistas da região e uma palestra no auditório da Biblioteca Raul de Leoni. Toda a programação foi gratuita.

De acordo com o coordenador municipal da Juventude, Raimundo Xavier, o evento não teve como objetivo conseguir ou garantir emprego para as pessoas.

– Estamos aqui para oferecer orientação aos jovens a respeito do acesso ao mercado de trabalho. Por isso, reunimos empresas, centros universitários e escolas, para apresentar as oportunidades a esse público – explicou.

No local, uma equipe da Coordenadoria da Juventude fez a impressão de currículos e a distribuição do kit 1º emprego. O material é um conjunto de dicas sobre entrevistas de emprego, comportamento, plataformas de emprego, grandes empresas da região e cursos de qualificação profissional. Segundo Xavier, essa foi a primeira edição da feira, que deverá se tornar um evento mensal, a partir de fevereiro.

– Nosso objetivo é transformá-la numa Feira da Juventude, uma vez por mês. Vamos reunir aqui entidades, mostrar o trabalho do pessoal que faz rap, anda de skate, oferecer oficinas de trança, grafite. A ideia é não ficar ninguém em casa – adiantou o coordenador.

Quem compareceu cedo à feira teve a oportunidade de assistir à palestra da psicóloga e professora Sílvia Garcia. No auditório da Biblioteca Municipal Raul de Leoni, ela falou sobre o tema “Entrevista de Seleção”, dando dicas e orientando os jovens. Sílvia trabalhou durante 15 anos no RH da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) e tem a experiência de 30 anos atuando como psicóloga. Há 27 anos, ela trabalha como professora na ETPC (Escola Técnica Pandiá Calógeras), onde leciona “Fundamentos de Gestão”, disciplina que tem como objetivo preparar o aluno para o mercado de trabalho.

Na fila para realizar o cadastro de currículo, o estudante Guilherme Soares, de 19 anos, estava confiante. Para ele, que é de Além Paraíba (MG), a iniciativa da feira é muito oportuna.

– Estou procurando uma oportunidade de estágio e achei interessante essa possibilidade, já que não existem eventos como esse na minha cidade – contou o estudante do 2º período do curso técnico de administração.

Estandes informaram sobre trabalho e saúde

No estande do UniFOA (Centro Universitário de Volta Redonda), além de informações e cadastro para o programa de estágio, o público pode observar uma pequena exposição de móveis feitos a partir de pallets de madeira, confeccionados por alunos curso de design. O curso também promoveu, no local, uma oficina de arte com materiais recicláveis e grafite em tecido.

– O centro universitário tem convênio com diversas empresas da região e oferece os alunos interessados para o programa de estágio. É uma etapa obrigatória para a conclusão dos cursos e, na maioria das vezes, é o primeiro contato do aluno com o mercado de trabalho – afirmou a coordenadora do curso de Design, Patrícia Rocha.

No estande da ETPC / Fundação CSN, os jovens puderam se informar, não só a respeito dos cursos profissionalizantes da escola, mas também sobre programas como Jovem Aprendiz e Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), do Governo Federal. No local, também estavam sendo divulgadas as matrículas na ETPC e cadastro de currículos para estágio no banco de dados da instituição.

– É bom termos a possibilidade de passar informação aos jovens. Eles não podem ficar à margem da sociedade, esquecidos. A ideia de feira é excelente por isso: dar e criar oportunidades para eles é muito importante – ressaltou a coordenadora pedagógica da ETPC, Dagmar Coutinho.

Aproveitando a ocasião em que o público jovem estava reunido em massa, a Secretaria Municipal de Saúde também estava presente. No estande, a secretaria ofereceu material informativo sobre Aids e Doenças Sexualmente Transmissíveis, além da distribuição gratuita de preservativos.

– Os jovens representam o grupo que mais se contamina atualmente, por isso é importante levar informação. Mas, eles tem vergonha de perguntar, não chegam muito perto. Às vezes, é preciso abordá-los e convidar a entrar no estande – observou a técnica de enfermagem da SMS, Daiana Natália Pereira.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document