terça-feira, 11 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Feirantes de Volta Redonda reclamam de queda brusca em movimento

Feirantes de Volta Redonda reclamam de queda brusca em movimento

Matéria publicada em 19 de julho de 2015, 19:35 horas

 


feira

Volta Redonda –  Ao que parece, os feirantes entraram em um consenso: o movimento caiu nos últimos meses em todos os setores. Tanto no vestuário masculino, feminino e infantil, como nos acessórios e até nos alimentos, as vendas não são mais as mesmas, segundo eles. Alguns feirantes até arriscam falar em números e que a queda gira em torno de 70%.

Todos também concordam que os maiores dias de movimento ocorrem nos finais de semana, principalmente domingo. Segundo eles, durante a semana, as vendas estão fracas. Ainda sim, o lucro que conseguem retirar das vendas é apenas para sobrevivência.

Cátia Guimarães é dona de uma barraca e vende roupas femininas e masculinas. Ela afirma que compra as roupas no Rio de Janeiro, São Paulo e até em Pernambuco, mas não perdeu o otimismo em relação às vendas.

– Nós vendemos de tudo, mas depende da estação. O movimento caiu, mas não está tão ruim porque não paramos 100%. Precisamos ser otimistas – disse.

Ela contou também que sua barraca é mais visitada no domingo, dia em que acaba vendendo mais.

– O domingo já tem sua própria tradição. É um dia de lazer, que as famílias saem para passear desde cedo e acabam ficando o dia todo. Como todos estão passeando é o que dá mais movimento. Inclusive, pessoas de outras cidades também vêm para cá nos visitar – explicou.

Perto da barraca de Cátia, está a de Michele Carlos e Augusto César. O casal está na feira livre há dois anos vendendo salgados assados, caldos, milho verde e sucos naturais, na barraca com o nome de ‘Sabores e amores’.

Michele explicou que o movimento caiu menos do que a das outras barracas, mas que ainda sim, é visivelmente menor, se comparado ao inverno do ano passado. E que passou a utilizar algumas estratégias para que as vendas não diminuíssem tanto.

– Geralmente quando a roupa cai, o alimento também cai, porque as pessoas deixam de vir para comprar, então acabam não comendo. Mas não caiu tanto quanto as outras. Ficar sem comprar roupas não é uma prioridade, mas se alimentar sim. Nós sentimos a crise menos do que eles. Em relação às estratégias, nós estamos sempre mudando o tipo de alimento que vendemos, para não repetir tanto e fazemos de acordo com a estação. Também começamos a entregar nas outras barracas, já que os próprios feirantes comem aqui – contou.

 Estratégias

Márcia Ramos tem sua barraca há quatro anos e vende peixes ornamentais e alguns acessórios. Ela conta que precisou adotar algumas estratégias para que as vendas não caíssem tanto, já que o movimento é cada vez menor.

– Passei a atender em casa, a fazer promoções, com ou sem movimento e a divulgar nas redes sociais. Precisei conquistar meus clientes e cativá-los, torná-los meus fregueses, porque não posso depender do movimento – declarou a feirante.

Desistir do negócio

Se para os outros feirantes o movimento caiu um pouco, Romilda Almeida arrisca um número alto: 70% das pessoas deixaram de visitar sua barraca. Ela que trabalha no número 27 vendendo pijamas e está no ramo desde 1991, contou que não trabalha mais para sobreviver, mas sim como um hobbie.

– O movimento já foi muito melhor e nem domingo está bom. Teve época que eu cheguei a vender até R$ 1.500,00 por dia… Hoje se eu vendo R$500,00 é muito. O meu ganho é comprar um pijama por $20,00 e lucrar $2,00 com ele, isso porque estamos fazendo liquidação. Por isso não estou mais aqui como um negócio, mas por esporte. Sou aposentada e não tenho mais família – explicou.

Romilda também afirmou que desde os 24 anos em que está na feira, muitas coisas mudaram de lá para cá, e que anos atrás, era possível manter uma boa vida. Hoje, não mais.

– Antigamente se você tinha um negócio na feira dava para comprar até sua própria casa. Hoje se você tem filhos, paga aluguel, funcionários e caminhão para levar a mercadoria não vale a pena. O lucro que você tira é só para comer e beber. Anos atrás, quando entrei aqui, fiz a minha vida. Hoje nem dá para tirar dinheiro mais – comentou.

Ela ainda acrescenta que alguns membros de sua família já tiveram barraca na feira, mas que não puderam levar o negócio para frente e acabaram desistindo.

– Minha irmã tinha barraca e a minha filha tinha também. Todas tiveram que sair daqui, caso contrário, não conseguiriam sobreviver – desabafou.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

13 comentários

  1. Avatar

    os unicos setores que ainda prosperam no brasil sao os bancos que por sinal nao produz nada e o agronegocio que exporta muito o resto esta estagnado ou em queda livre devemos mudar o sistema de governo o presidencialismo no brasil abre brecha pra corruptos e corruptores enrriquecerem a salvaçao do brasil e o parlamentarismo vejao os exemplos de inglaterra alemanha israel australia canada…

  2. Avatar

    Bem feito ! Votaram na Dilma. Confiam no Lula. 14 anos de PT acabando com a economia nacional.

  3. Avatar

    Eu avisei aqui para VOTAREM CONTRA A DILMA e os defensores das bandeiras vermelhas. Agora aguentem, e por favor, troquem de voto.

    Se deixarem de votar, votar em branco e anular saibam que estarão reelegendo o LULA e o prefeito de VR.

    • Avatar

      o prefeito de V R ja esta no seu segundo mandato concecutivo portanto nao pode mais se reeleger se pudesse ganharia facil querendo voce ou nao ate porque o seu candidato corrupto ZOINHO esta acabado politicamente.

  4. Avatar

    DILMA!
    MAUS MUDANÇAS! MAU FUTURO!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.

  5. Avatar

    pra essa geraçao nova agora td de ruim e o pt isso pq nao conheceram os governos anteriores

    • Avatar

      Pelo teu comentário, aposto que teu melhor amigo é o Debi… Debi + Loide = acham que está tudo ótimo.

    • Avatar

      Não fossem os roubos e desvios petistas o Brasil estaria M U I T O melhor. Não fossem os eleitores corruptos, incluindo os 95 mil em VR , o MEU BRasil seria bem diferente.

    • Avatar

      Por causa desses Loides ou melhor debiloides que o Brasil está assim, votar no PT já é um absurdo, agora defender depois de tudo que está acontecendo só sendo doente mesmo.

  6. Avatar

    Antigamente comprar na feira era sinônimo de economia, mas hj as roupas da feira estão o mesmo preço que comprar em lojas do shopping e as vezes até mais caras !

  7. Avatar

    Vote Dilma ! Vote PT ! Está aí o resultado, o partido corruPTo sugou toda a riqueza nacional. E a coisa ainda vai piorar, infelizmente.

  8. Avatar

    Ontem conversando com um profissional da Secretaria da Receita Estadual
    do RJ, a queda na arrecadação do icms é de 46%, portanto esse é o país,
    que Dona Dilma e o Sr. Lula estão deixando para nós.

    Acaba não , Brasil.

Untitled Document