quinta-feira, 17 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Fila de cirurgias urológicas é zerada em Porto Real

Fila de cirurgias urológicas é zerada em Porto Real

Matéria publicada em 3 de setembro de 2019, 17:25 horas

 


Cirurgia de catarata também está sem demanda reprimida no município

Fila para cirurgias urológicas atualmente está zerada no município
(Divulgação- Secom PMPR)

Porto Real– Desde fevereiro deste ano a realidade da saúde de muitos moradores vem mudando em Porto Real. É o caso de 17 pessoas que passaram por cirurgias urológicas no Hospital Geral Municipal São Francisco de Assis. Desse total, três realizaram procedimentos diversos nessa área, no último sábado, dia 31 de agosto. Com a realização das cirurgias urológicas em Porto Real, atualmente a fila de espera para esses procedimentos está zerada. Dentre os pacientes beneficiados está o aposentado Kenji Watanabe, 71 anos, morador do bairro Village, que passou pela cirurgia de ressecção transuretral de próstata (RTU).
– Tive problemas de retenção urinária e também intestinais. Então precisei utilizar uma sonda. Isso era constrangedor. Foram nove meses de sofrimento, de constrangimento e de privações. Após a cirurgia resgatei minha autoestima, posso sair e fazer minhas caminhadas e ter mais qualidade de vida. Já passei por revisão médica e graças a Deus está tudo bem – comemorou Kenji.
O prefeito Ailton Marques disse que o objetivo é promover cada vez mais melhorias no sentido de trazer mais comodidade e conforto à população.
– É muito importante o desenvolvimento de políticas que visam conferir mais agilidade aos serviços de saúde. Dessa maneira conseguimos fortalecer a execução das ferramentas que têm como intuito assegurar mais qualidade de vida à população. Por esse motivo estamos procurando ampliar gradativamente a oferta de serviços de saúde em Porto Real de maneira mais facilitada aos moradores da cidade – contou o prefeito Ailton Marques.
O secretário de Saúde, Luiz Fernando Curty, destacou que as cirurgias urológicas iniciadas este ano são parte de um planejamento estratégico, fundamental na descentralização dos serviços realizados através da secretaria municipal de Saúde.
– Estamos priorizando os pacientes que estão há mais tempo na espera. Cerca de 30 pacientes por semana passam por consultas em urologia no Centro de Diagnóstico e no Policlínico do Fátima. No caso da RTU, o tratamento mais eficiente para hiperplasia benigna de próstata (HPB). Os resultados são considerados excelentes para cerca de 80 a 90% dos pacientes com HPB, que realizam o procedimento – disse o secretário que ainda comentou sobre outras demandas com atendimento agilizado.
– Essas cirurgias não são as únicas demandas com atendimento em dia. Recentemente também otimizamos a fila de espera por cirurgias de cataratas, por exemplo. Através da Programação Pactuada Integrada do Estado do Rio de Janeiro, juntamente ao Hospital Flávio Leal de Piraí, até este mês de setembro completamos 24 pacientes operados de catarata. Por meio dessa parceria, atualmente um paciente espera em média 30 dias por esse tipo de cirurgia – completou Luiz Fernando.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Parabéns a administração desse setor todas as cidades deveriam ter essa preocupação com seus contribuintes e assim que se faz a cidadania e a garantia de numa proxima eleição se manter a mesma administração …..

Untitled Document