segunda-feira, 17 de junho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / ‘Geladeira Solidária’ é instalada em calçada no Aterrado

‘Geladeira Solidária’ é instalada em calçada no Aterrado

Matéria publicada em 17 de maio de 2019, 16:53 horas

 


Segundo o idealizador, intenção é arrecadar e doar alimentos e água para os mais necessitados

Moradores se unem para ajudar pessoas carentes (foto: Pollyanna Moura)

Volta Redonda – Um morador de Volta Redonda está fazendo a diferença para pessoas que sentem fome e andam nas ruas de Volta Redonda. Trata-se de Samuel Melgaço de Marcelos, de 54 anos. Há aproximadamente 2 meses, Samuel teve a ideia de instalar uma geladeira em uma calçada do bairro Aterrado para servir alimentos à população carente. Samuel, que é técnico de planejamento, lembra que teve o apoio de poucos comerciantes e diz que a ideia demorou um pouco para sair do papel. Foi aí que ele resolveu instalar a geladeira na calçada da sua casa, localizada na Rua Paulo Leopoldo Marçal, esquina com a Oscar Almeida Gama.

Samuel relata que a geladeira, que é usada, foi comprada com uma única finalidade: ficar disponível para todas as pessoas que sentirem fome ou sede e que queiram usufruir de itens doados que estejam no interior da geladeira.

– Eu comprei esta geladeira apenas com essa intenção. Como não tive muito apoio, resolvi deixar aqui, na porta da minha casa. A energia usada para manter a geladeira funcionando é da minha casa e ela está instalada na minha calçada. Colocamos um toldo para protegê-la da chuva e do sol, e deixamos à disposição da população – disse.

Ele ressalta que não só ele, como vizinhos e comerciantes do bairro o ajudam a abastecer a geladeira diariamente e que são proibidos: alimentos vencidos, bebidas alcoólicas, ovos, peixes, carnes cruas, garrafas de vidro e embalagens abertas. São permitidos: água, embalagens fechadas com data de vencimento, frutas, pães, doces, biscoitos, ou qualquer outro alimento que tenham essas características. Além das doações, Samuel relata que prepara três refeições por dia.

– Preparo três refeições por dia. A gente pede para que, quem for deixar algo em forma de doação, evite disponibilizar embalagens de vidro, bebidas alcoólicas ou alimentos vencidos. Isso pode fazer mal às pessoas – completa.

Segundo Samuel, esta ideia é inovadora e por isso, não tem muita divulgação e apoio de algumas pessoas. Ele explica que pediu a ajuda de um amigo para fabricar panfletos com a intenção de espalhar a ideia do projeto para todas as pessoas que estejam precisando e ressalta que uma página foi criada nas redes sociais para aumentar o alcance da divulgação: https://www.facebook.com/Geladeira-Solidaria-301630710752463/?modal=admin_todo_tour

– Achei a ideia genial, e simples. Em outros estados isso já existe e quis trazer isso para Volta Redonda. Em Goiânia, por exemplo, já existe isso. Como disse, tive a primeira ideia há aproximadamente 2 meses, mas não deu certo. Resolvi, então, eu mesmo deixar a geladeira na porta da minha casa e com a ajuda de amigos, abastecer a geladeira e ajudar quem realmente precisa. Algumas pessoas se sentem envergonhadas e perguntam se podem abrir e pegar algum alimento, mas algumas já se sentem a vontade, abrem e escolhem o que precisam, e sempre deixam algo para outras pessoas – disse.

Samuel conta com a ajuda de alguns vizinhos. É o caso da aposentada Neuza Maria de Paula Marques. Enquanto a reportagem do DIÁRIO DO VALE conversava com Samuel, Neuza fez a entrega de algumas doações para ajudar o amigo. ”Eu abracei a ideia porque gosto de ajudar. Isso que eles estão fazendo está chamando a atenção da população. Muitas pessoas estão adotando esta ideia, tirando foto e colaborando”, disse a aposentada.

De acordo com Samuel, a maior satisfação que ele tem, é encontrar a geladeira vazia. ”Poder ajudar o próximo é satisfatório. Fico muito feliz em poder ajudar de alguma forma e encontrar a geladeira vazia é sinal que está dando certo. Minha pretensão é estender esta ideia. Em breve, após a liberação da prefeitura, vamos levá-la para outro ponto da cidade, próximo à Avenida Paulo de Frontin, perto de um ponto de ônibus, onde tem movimento – comenta.

Fabrício Agra, comerciante, é outro colaborador do projeto. Ele relata que assim que ficou sabendo da ideia de Samuel, não pensou duas vezes e quis ajudar o amigo. ”Gostei muito da ideia dele. Inclusive ajudei com a produção dos panfletos e com a página na rede social. Não cobramos nada dele. Estamos ajudando não somente com as doações, mas com a divulgação”, disse.

De acordo com Samuel, os horários para quem quiser deixar ou pegar algum item é de 7h30min à 20h.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

22 comentários

  1. Avatar

    “Toda vez que a justiça divina nos procura para acerto de contas, se nos encontra trabalhando em benefício dos outros, manda a misericórdia divina que a cobrança seja suspensa por tempo indeterminado.”
    Chico Xavier

  2. Avatar

    Uma correção na matéria, que só observei agora. São 10 a 12 refeições na hora do almoço, sendo 4 doadas pelo restaurante Copo Limpo, no Aterrado, que tem como proprietários uma família muito generosa. No restante tá tudo certo, café da manhã e lanches durante o dia ( muitos desses lanches doados por comerciantes como a padaria Rotalia e Paleia e outros apaixonados em doar e ajudar o próximo) até às 20 HS no mínimo. Que venham mais geladeiras.

  3. Avatar

    Obrigado Lucy e todos pelo apoio. Que Deus nos abençoe !

  4. Avatar
    Samuel Melgaço de marcelos

    Obrigado amigos de sempre e amigos recentes, amigos que colaboram e que estão apoiando. Sou grato a Deus por ter me dado esta oportunidade de fazer um pouco. Como já foi dito acima, esta iniciativa que já faz sucesso em muitas localidades, foi copiada e replicada. Tenho certeza que outras virão. Que Deus abençoe cada um de vocês queridos.

  5. Avatar
    Pedro Francisco da Silva Neto silva

    Para o Zero ,vc condiz com seu nome ZERO a esquerda.

    Para o Sr.Samuel nota DEZ.

  6. Avatar

    É um exemplo a ser seguido…

  7. Avatar

    é muito solidaria mesmo só to vendo agua ai. kade, kade a picanhaaa

  8. Avatar
    A Igreja deveria dá suporte

    Bem que as Igrejas poderiam comprar essa ideia.Não pagam imposto e arrecadam bastante.

    • Avatar

      Boa tarde,
      A geladeira está aberta para doações.
      Pode doar a picanha (não cria) quando quiser.

    • Avatar
      Compartilhe também

      Na Igreja católica tem várias Conferências de Vicentinos que ajudam famílias carentes com cestas básicas. Esta ajuda é mensal. Procure uma Igreja católica perto de sua casa e leve sua doação. Se informe!

  9. Avatar

    Parabéns pela iniciativa Samuel

  10. Avatar

    Essa ideia já existe. Tem vídeos na internet. Mas não tira o mérito do Samuel. Quanto mais idéias assim, mas a humanidade ganha.

  11. Avatar

    Inacreditável como o logradouro público é usado indevidamente sem nenhuma fiscalização do órgão Municipal.
    Entendo que as pessoas precisam ser ajudadas mas na cidade existem instituições publicas e privadas que tem estruturas físicas para esse fim.
    Alem dessa atitude ser perigosa contribui para o aumento de pessoas de outras regioes perambulando pela cidade causando insegurança.

    • Avatar

      Fala zero você realmente é um zero mas a esquerda, se não ajuda também não atrapalhe. Guarde suas críticas e reflita um pouco.

    • Avatar
      capeta da grota do santa cruz

      coberto de RAZAO

    • Avatar

      Tem rasgão.

    • Avatar
      vera nascimento Nascimento

      ZERO, TEM QUE COMPRAR UMA CÂMERA PRA SE PROTEGER CONTRA ESSA MALDADE QUE ESTÁ ENRAIZADA EM SEU CORAÇÃO, POIS VOCÊ PODE IR LÁ E COLOCAR VENENO NOS ALIMENTOS. CUIDADO PRA NÃO COLHER NA SUA VIDA OS FRUTOS DESSA MALDADE, ESPIRITO DAS TREVAS. SUGIRO QUE COLOQUEM UMA CORRENTE NA GELADEIRA TAMBÉM, ONTEM FUI LÁ LEVAR UMAS BROAS E TINHA DOIS MORADORES DE RUA COM SEUS CARRINHOS DE PAPELÃO SE ALIMENTANDO COM O QUE ACHARAM, MUITO TRISTE VIVER ABAIXO DA MARGEM DA POBREZA.

    • Avatar

      VOCÊ É UM ESPIRITO DAS TREVAS, QUE NASCEU NO PLANETA, CUIDE PARA NÃO COLHER FRUTOS DO QUE PLANTA COM SUAS PALAVRAS E AÇÕES, SUGIRO QUE SEJA COLOCADA CÂMERA NA PROXIMIDADES, POIS OS ALIMENTOS PODEM SER SABOTADOS POR PESSOAS COM ESPIRITO DE PORCO.

  12. Avatar

    Parabéns meu amigo! Que seja um sucesso essa sua idéia.
    Amar o outro também é doar.
    Deus te abençoe sempre.

Untitled Document