sábado, 24 de outubro de 2020 - 08:43 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Grupos de Convivência da Smac lançam livro ‘Risco e Rabisco’ em Volta Redonda

Grupos de Convivência da Smac lançam livro ‘Risco e Rabisco’ em Volta Redonda

Matéria publicada em 15 de outubro de 2015, 20:41 horas

 


Lanamento do Livro Entre Risque

Volta Redonda – Os Grupos de Convivência de idosos “Oceano de Sabedoria”, do bairro Açude, e “Razão de Sonhar”, do bairro Sessenta, lançaram nesta quinta-feira (15), na sede da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda, o livro Risco e Rabisco. A iniciativa é um projeto da prefeitura, por intermédio da Secretaria de Ação Comunitária (Smac). De acordo com o secretário de Ação Comunitária, Munir Francisco, a iniciativa faz parte das ações desenvolvidas nos 63 grupos de convivência que existem em Volta Redonda, que envolvem cerca de 5 mil idosos.

– Trabalhos como esse valorizam, cada vez mais, a parceria entre o Poder Público e a Terceira Idade da nossa cidade. Somos referência em políticas públicas para a Terceira Idade e vamos continuar investimento cada vez mais neles – disse Munir.

Segundo Terezinha da Silva Aguiar, a Teka Silva – que é animadora cultural e responsável pelo surgimento do grupo Oceano de Sabedoria, em 1999, além de coordenadora do projeto – esse trabalho vem sendo executado há quase dois anos durante os encontros dos dois grupos. “Nosso objetivo é trabalhar a autoestima desses idosos e marcar a passagem de cada um deles nos nossos grupos de convivência”, disse Teka.

Para a dona de casa Adalgisa Machado da Silva, de 86 anos, moradora do bairro Açude e que tem uma de suas ilustrações publicada no livro, hoje é um dia para comemorar. “Nasci e fui criança no interior e nunca imaginei que um dia participaria da criação de um livro. Me sinto muito feliz e cheia de orgulho de participar desse projeto a essa altura de vida”, disse dona Adalgisa.

Livro

O livro é um espaço onde os idosos dos grupos de convivência da terceira idade “Oceano de Sabedoria” e “Razão de Sonhar” através da pintura em aquarela se eternizam, juntamente com os seus dados biográficos além de uma coletânea de textos escritos por Terezinha da Silva Aguiar.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document