sábado, 31 de julho de 2021 - 02:50 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Hinja recebe equipamento para oferecer sessões de radioterapia

Hinja recebe equipamento para oferecer sessões de radioterapia

Matéria publicada em 26 de junho de 2015, 19:09 horas

 


hinja

Volta Redonda –  Hospital Hinja recebeu na manhã de ontem um equipamento para começar a oferecer sessões de radioterapia. O aparelho satisfaz a uma série de opções de tratamento com o uso de fótons e elétrons. A aquisição da máquina amplia os atendimentos feitos pela unidade aos pacientes portadores de câncer na região. Serão atendidas pessoas que possuem planos de saúde, convênios particulares e também pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

De acordo com a coordenadora do serviço de Oncologia do Hinja, Ana Maria Costa, o aparelho vai atender a demanda dos pacientes que já se encontram em tratamento na unidade, além de complementar os demais pacientes com câncer. A expectativa é atender diariamente 100 pessoas.

Ana Maria destacou que o funcionamento do aparelho funcionará com o apoio técnico de um físico, outro especialista em saúde e um médico responsável pelo setor oncológico.

– Quem define a quantidade e o local de radiação no paciente é o médico, o técnico irá programar o aparelho para emitir a energia e o físico dará o suporte técnico ao aparelho. Durante o procedimento, apenas o paciente ficará no local recebendo o tratamento, a expectativa é atender 100 pacientes por dia. O equipamento funcionará até de madrugada – explicou, enfatizando que o aparelho é primeiro da região comprado com recursos próprios, sem apoio de recursos do governo federal ou estadual.

Ainda segundo Ana Maria, o hospital atendeu todas as exigências da Vigilância Sanitária do Estado e está em conformidade com as normas e concessões de licença do Conselho Nacional de Energia Nuclear (CNEN). As obras para a construção do espaço onde o aparelho ficará duraram um ano. A previsão é que o aparelho comece a funcionar em aproximadamente 30 dias.

– Um espaço exclusivo foi criado para as sessões de radioterapia, toda estrutura física está regulamentada, não há riscos de vazão de radiação fora da sala. As paredes receberam reforços extras atendendo as normas de segurança – salientou.

Para a farmacêutica do Hinja, Amanda Borges, o equipamento vai facilitar o tratamento dos pacientes com câncer na região, pois muitos acabavam tendo que se deslocar até cidades como Campo Grande (RJ) e Juiz de Fora (MG) para receber as sessões de radioterapia.

– A implantação do serviço de radioterapia no Hinja, vai contribuir muito para o tratamento do câncer, não somente para o município de Volta Redonda, como para todo o Estado do Rio de Janeiro, facilitando a rotina dos pacientes – afirmou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. aquela área de frente ao aero clube a csn poderia ceder para fazer um grande hospital a cidade esta sem infraestrutura . uma vez que o chopp não vai sai do papel mesmo .

  2. vamos investir mais em hospitais . esta muito carente

  3. PLATÃO, O FILÓSOFO

    Por caridade! Humanidade, humanidade e humanidade, por favor!

Untitled Document