sábado, 21 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Hospital São João Batista usa software para classificação de risco no Pronto Socorro

Hospital São João Batista usa software para classificação de risco no Pronto Socorro

Matéria publicada em 3 de abril de 2018, 11:43 horas

 


Volta Redonda – Novo sistema de acolhimento e classificação de risco implantado no Hospital São João Batista, define prioridades no atendimento do Pronto Socorro. Com a utilização de um software específico para este serviço, enfermeiros fazem o acolhimento, avaliam o estado de saúde do paciente e utilizam o equipamento eletrônico para facilitar a identificação das urgências pelos médicos.

Para o diretor médico do hospital, José Geraldo de Castro Barros, o atendimento por prioridade torna o Pronto Socorro realmente um departamento voltado para atendimentos de urgência e emergência. “E com o sistema informatizado implantado no Hospital São João Batista a comunicação entre o acolhimento e os médicos foi facilitado, gerando agilidade no atendimento”, disse.

O hospital classifica os pacientes por prioridade em quatro níveis identificados por cores: vermelho – atendimento de emergência que denota risco imediato de vida; amarelo – atendimento de urgência; verde – atendimento de pouca urgência; e azul – atendimento sem urgência.

O novo sistema conta ainda com protocolos especializados para atendimentos como dor no peito, Acidente Vascular Cerebral, Sepsemia, acidentes automobilísticos e também com protocolos para atendimentos a epidemias de dengue, Febre Amarela, Zika e Chikungunya.

O secretário de Saúde de Volta Redonda, Alfredo Peixoto, acredita que para a população que procura a emergência do hospital a maior vantagem do sistema é o atendimento imediato após a chegada ao Pronto Socorro. “Já no acolhimento, o paciente expõe suas queixas enquanto tem pressão arterial, frequência cardíaca e índice de saturação de oxigênio no sangue aferidos”, afirmou, completando que essa avaliação primária é que define a classificação de risco que prioriza o atendimento.

O SISTEMA – A empresa SPDATA desenvolveu o sistema que é composto de toten, painéis em TVs de LCD ligados aos computadores das mesas de atendimento e monitores touchscreen para classificação dos atendimentos. No toten está o aplicativo responsável por gerar e imprimir as senhas. Os computadores das mesas de atendimento são usados para chamar o paciente, enquanto nos monitores ligados às TVs são exibidas as chamadas dos pacientes, seja para cadastro, classificação ou atendimento médico.

O prefeito Samuca Silva acredita que a implantação desse sistema eletrônico de atendimento no Pronto Socorro do Hospital São João Batista mostra o comprometimento da gestão municipal com a saúde. “A direção da unidade levou em consideração a Política Nacional de Humanização e Acolhimento e Classificação de Risco nos Serviços de Urgência”.

E os objetivos são melhorar a satisfação e garantir agilidade no atendimento à população. “A agilidade no atendimento é fundamental em qualquer serviço de saúde e principalmente no setor de urgência e emergência, que tem o compromisso de salvar vidas, prevenir agravamento e atenuar sofrimentos”, disse o prefeito.

TREINAMENTO – Por conta da preocupação com o atendimento à população, o Hospital São João Batista promoveu treinamento dos profissionais envolvidos com o novo sistema de acolhimento no Pronto Socorro. Profissionais de enfermagem, médicos e administrativos passaram por duas semanas de capacitação.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document