sábado, 24 de outubro de 2020 - 06:14 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Início da primavera promete altas temperaturas na região

Início da primavera promete altas temperaturas na região

Matéria publicada em 25 de setembro de 2016, 10:00 horas

 


Observadores da meteorologia afirmam que previsão é de dias muito quentes nessa virada de estação

Correndo atrás do prejuízo: Público das academias deve aumentar em cerca de 20% (Foto: Denilson Lins)

Correndo atrás do prejuízo: Público das academias deve aumentar em cerca de 20% (Foto: Denilson Lins)

Sul Fluminense – Na última quinta-feira, dia 22, o Brasil passou por mais uma virada de estação. Muito esperada por aqueles que não suportam baixas temperaturas, a primavera se aproxima prometendo dias quentes, abafados e com poucas chuvas, conforme informa a meteorologia. De acordo com Rodrigo Augusto, que faz parte de um grupo de observadores meteorológico da região Sul Fluminense, o que se vem observando para esse início de primavera é que ela vai começar muito abafada na região, com temperaturas altas e com alguns períodos de refresco devido a pequenas frentes frias.

– A previsão é de pouca chuva e a temperatura na casa do abafamento, variando entre 30 e 31 graus, podendo gerar sensação de tempo muito seco em algumas cidades da região. É importante ressaltar que estamos no período de transição do inverno para a primavera.  Então, nessa época do ano, entre setembro e outubro, são registradas as maiores temperaturas do Brasil. E isso ocorre porque na primavera vem o calor e a secura, sem chuva, diferente do verão, quando temos o forte calor acompanhado de chuva, dando uma sensação de frescor – destacou o observador.

Com relação ao verão, que só começa no dia 21 de dezembro, Augusto adianta que a estação, a princípio, será de neutralidade climática, sem fenômenos como El Niño e La Niña. Ele explica que, em função disso, será um verão normal, com altas temperaturas e chuvas e temporais normais de final de tarde.

– Não vai ser nada extremo, vai ser um verão normal, não parecido com o do ano passado, que provocou temperaturas insuportáveis e pouca chuvas por causa do El Ninô – disse o observador.

Um período que divide opiniões entre as pessoas que preferem os dias frios e temperaturas altas. A primavera vem sendo esperada, principalmente por quem trabalha exposto ao tempo ou que precisa acordar muito cedo. É o caso da contadora Gilmara de Araújo Almeida, de 36 anos, que mora em Barra mansa e trabalha em uma multinacional localizada em Resende. Todos os dias ela acorda antes das cinco da manhã e, conforme relata, encarar os dias frios sempre foi uma das suas grandes dificuldades.

– Encarar o chuveiro, às cinco da manhã, sempre foi um grande sofrimento. Isso, sem falar, que a área onde eu trabalho também é muito gelada. Com certeza, a chegada da primavera é muito bem vinda. Sem ter que enfrentar o frio, a gente acorda até mais animada para ir ao trabalho – comentou a contadora.

O frentista Marlon Santos da Silva, de 38 anos, também estava torcendo pela chegada de dias mais quentes. Ele, que trabalha em um posto de combustíveis que funciona 24 horas, conta que os dias de trabalho durante a madrugada, sempre foram os mais difíceis de ser encarados.

– Trabalhar enquanto todos dormem já é muito ruim, imagina quando a madrugada é muito gelada? Já estou trabalhando como frentista há cinco anos e, desde então, sempre torço pela chegada dos dias de calor – disse o frentista.

Calor e oportunidade de negócios

Além de ser comemorado por aqueles que gostam de dias mais quentes, a chegada do período primavera/verão também é animador para profissionais de setores que lucram com a nova estação. É o caso da esteticista Ilda de Oliveira Alves, que já está sentindo a diferença na procura por serviços como massagem modeladora, limpeza de pele e pelo tratamento de criolipólise, que visa eliminar a gordura localizada.

– As mulheres querem estar preparadas para o verão, para curtir uma praia ou piscina. Já observamos um aumento de cerca de 80% nos serviços de massagem. A procura por drenagem linfática também aumenta no verão, pois as mulheres tendem a ficar mais inchadas com o calor. A depilação, com certeza, também é mais procurada agora, com relação ao inverno – falou a esteticista, que está com a agenda cheia para os próximos dias.

Há 30 anos proprietária de uma confecção de biquínis e roupas de ginástica, a empresária Adenir Assis conta que, nesse período, sua produção aumenta em até 50%, compensando o trabalho de sua equipe de costureiras que, ao longo do inverno, tem poucas encomendas.

– Essa, com certeza, é a melhor época para termos lucros. Não faço contratações extras, porque tenho funcionárias que já trabalham comigo há anos e que já estão acostumadas com o ritmo intenso desse período. Com a chegada do calor a venda de biquínis é garantida porque, embora tenham vários, as mulheres querem algo novo a cada estação – enfatiza Adenir.

Proprietário de uma academia, o professor de Educação Física, Gabriel Dottan, também prevê um período de maior procura por modalidades como musculação, jump, ginástica e treinos funcionais, entre outras, nos próximos dias. O movimento de alunos, segundo ele, deve aumentar em cerca de 20%.

– É só começar a esquentar que as pessoas se lembram que precisam entrar em forma e, com isso, o movimento na academia acaba sendo fortalecido. O número de alunos temporários, no calor, é grande, mas vale ressaltar que as pessoas estão mais conscientes de que, para ter o corpo e a saúde em dia, elas precisam treinar o ano inteiro – comentou Dottan.

 

Por Roze Martins

Especial para o DIÁRIO DO VALE

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document