sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / ‘Julho Amarelo’ segue com palestra sobre hepatites virais em Barra Mansa

‘Julho Amarelo’ segue com palestra sobre hepatites virais em Barra Mansa

Matéria publicada em 10 de julho de 2019, 15:28 horas

 


Médico Hugo Ricardo Amaral da Silveira conduziu o evento que abordou sobre a importância do diagnóstico precoce da doença

Barra Mansa- A  secretaria de Saúde disponibilizou na manhã desta quarta-feira (10) uma palestra sobre Hepatites Virais na Santa Casa de Misericórdia, no Centro de Barra Mansa. Cerca de 50 profissionais entre enfermeiros e médicos participaram do evento que faz parte da agenda do Julho Amarelo, mês que combate as hepatites virais.

A palestra abordou a importância do diagnóstico precoce, meios de diagnóstico, importância da realização dos testes rápidos para a triagem e formas de transmissão da doença.

O palestrante, médico especializado em hepatologia, Hugo Ricardo Amaral da Silveira, enfatizou sobre como é fundamental o trabalho de campanha de prevenção de doenças.

– Os profissionais de saúde precisam dessa visão da importância dos testes rápidos, o diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento e solução do problema. A campanha Julho Amarelo é necessária para esse controle, que aqui no Brasil é razoável, mas pode ser melhorado. Barra Mansa tem feito um excelente trabalho e palestras como essa são para avançar no tratamento das hepatites virais – afirmou o médico.

A coordenadora do programa de IST/AIDS e Hepatites Virais, Renata Martins de Freitas Rena, avaliou a palestra como fundamental para os profissionais se atualizarem e buscarem conhecimento na causa.

– Acho importante para a reciclagem destes profissionais, fomentar a importância da realização dos testes rápidos, são doenças silenciosas, temos que educar os pacientes sobre a importância do diagnóstico para o tratamento – ressaltou Renata.

Os testes rápidos continuam disponíveis em todas as unidades de saúde básica do município e o resultado fica pronto em cerca de 10 minutos. Se positivo, o paciente é encaminhado para o setor responsável e inicia o tratamento.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document