quinta-feira, 2 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Levantamento detecta índice de infestação do mosquito Aedes aegypti em Volta Redonda

Levantamento detecta índice de infestação do mosquito Aedes aegypti em Volta Redonda

Matéria publicada em 4 de junho de 2020, 21:22 horas

 


Levantamento fornece dado como os principais criadouros do Aedes e os níveis de infestação dos bairros
(Foto: AB)

Volta Redonda– O setor de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está fazendo um levantamento para detectar o índice de infestação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela. O trabalho, que teve início no último dia 25, vai até esta sexta-feira, dia 05, e segue as normativas do Ministério da Saúde e aos Decretos Municipais.
Toda a ação está sendo realizada nas áreas externas das residências e os profissionais estão seguindo as medidas de segurança para se protegerem do novo coronavírus, mantendo o distanciamento mínimo de 1,5 metros dos moradores e trabalhando equipados com máscaras e luvas.
Esse levantamento serve para fornecer dados como, por exemplo, os principais criadouros do Aedes (locais onde ele se reproduz) e os níveis de infestação das localidades. De acordo com a coordenadora da Vigilância Ambiental, Janaína Soledad, os dados são importantes para direcionar as ações de combate ao mosquito.
– Através desse levantamento podemos direcionar o trabalho das equipes. Em um local onde o criadouro principal são calhas ou ralos, por exemplo, não adianta realizarmos ações de limpeza dos quintais, pois não surtiria o efeito desejado – disse a coordenadora.
Devido à pandemia da Covid-19, o levantamento dos índices de infestação está sendo realizado em áreas estratégicas divididas pela Vigilância Ambiental. As visitas estão sendo realizadas em locais onde a Vigilância Ambiental detectou o maior número de notificações de suspeita de Arboviroses (dengue Zika e chikungunya), focando os esforços na redução efetiva dos índices de infestação do Aedes.
Entre os bairros beneficiados com a iniciativa estão: Açude I, II, III, IV, Retiro I, II, III, Fundação Beatriz Gama, Morada do Campo, Jardim Cidade do Aço, Vila Mury, Limoeiro, Mirante do Vale, Jardim Primavera, Eldorado, Fazendinha, Niterói, Aero Clube, Barreira Cravo, San Remo, Jardim Veneza, Siderlândia, Padre Josimo, Belmonte, Jardim Belmonte, Belo Horizonte, Verde Vale, Nova Esperança, Vila Brasília, Coqueiros e Mariana Torres.
O prefeito Samuca Silva destaca que o serviço de prevenção à dengue é realizado no município durante todo o ano e pede que a população coopere na luta contra o mosquito. – Essa é uma luta de todos. A prefeitura faz a sua parte enviando equipes para verificar possíveis focos, mas a população precisa ficar atenta e vistoriar periodicamente suas residências. Todos devem colaborar na luta contra a dengue – disse o prefeito.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    No restante da cidade não haverá visitas da SMS???

  2. Avatar

    Vamos usar o Hospital de Campanha, para aqueles que foram picados pelo mosquito Aedes Aegypti a vamos esperar mais verba do Governo. Ah, Ah……..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document