sexta-feira, 23 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Light volta atrás e decide retirar poste sem cobrar taxa

Light volta atrás e decide retirar poste sem cobrar taxa

Matéria publicada em 22 de janeiro de 2019, 16:33 horas

 


Poste de madeira está com base oca e representa riscos à população (Foto: Pollyana Moura)

Volta Redonda – Moradores do bairro Apóstolo São Geraldo conseguiram que a Light, empresa responsável pela distribuição de energia elétrica, troque um poste de iluminação pública na Servidão 16 de Maio, no Núcleo Neusa Brizola. Inicialmente, a concessionária havia fixado uma taxa de R$ 2.025,28 para fazer o serviço, mas com a situação delicada do caso fará sem custo algum.

Os moradores relatam que o poste de madeira está com a base oca de tão podre e que pode haver risco de acidente. O local contém muitas casas geminadas e a fiação da rede elétrica passa em frente aos imóveis. Outro problema que está preocupando a comunidade é o fato de a fiação estar muito próxima dos galhos das árvores. Em alguns casos, elas já se encostam. Fábio Sérgio da Silva, presidente da associação de moradores do bairro, afirma que este caso não é o único na localidade e pede mais apoio da empresa.

Clodoaldo dos Santos Alves, morador da servidão, relata que o problema é antigo e que vem solicitando à Light a troca do poste. Ele diz que estava sendo cobrado pela empresa para realizar a troca do poste. Uma solução sobre os fios próximos à sua residência seria a instalação de um ‘braço’.

“Minha esposa e eu estamos tentando resolver este problema há anos. Temos uma filha de três anos e não posso mexer com obra por exemplo, porque os fios estão esbarrando na varanda da minha casa. Estes postes são velhos, estão podres e correm o risco de cair. A fiação está baixa e quando qualquer caminhão vem aqui, não consegue entrar. Os fios estão desencapados e dá curto circuito direto. Isso, com ou sem chuva”, disse.

Já na Rua Dona Maria Viana, no mesmo bairro, em um lote em que a Light é proprietária, uma árvore, segundo moradores, necessita de poda. Zuleica da Silva mora próximo ao terreno e diz que quando chove, galhos da árvore chegam a encostar em sua janela. “O rapaz da Light já me falou que a gente não pode cortar, pois pode receber multa. Quando chove, o galho vem na minha janela de tão alta que ela está. Ela está enorme. Estamos até com medo dela envergar em cima da casa. Só estamos pedindo uma poda”, disse.

A secretaria de Infraestrutura de Volta Redonda informou que a retirada dos galhos só pode ser realizada após a intervenção da Light. A secretaria irá reforçar o pedido com à concessionária de energia.

Já a Light, em nota, retificou a cobrança e informou que irá substituir os postes e a rede elétrica da Servidão. Também será realizada a poda solicitada na Rua Dona Maria Viana, 140. A previsão é que os serviços sejam executados até a primeira semana de fevereiro.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Sem concorrência não tem competência.

  2. Avatar

    Realmente estamos nas mãos dessas empresas que somente lucram com os dinheiro do povo. Aonde iremos parar .

  3. Avatar

    Poda de árvore para a LIGHT e para a SMI é TOSA.

    TOSA=destruição da árvore

    Árvore segura os ventos, absorve as chuvas e a poluição, oferece sombra e produz água e alimenta micro-organismos do solo, evita enchentes, e o melhor: climatiza o ambiente.

    Apenas uma árvore equivale a mais de 10 aparelhos de ar condicionados ligados 24 hs por dia, sem nenhum custo tanto com aparelho quanto de energia elétrica.

    PODA é corte de galhos S E C O S e pontas que não podem passar de 50%. Cortar no tronco ou apenas um lado (LIGHT faz muito) é destruir a árvore.

  4. Avatar

    A LIGHT É UM MONOPÓLIO, NÃO TEMOS OPÇÃO DE TROCAR DE CONCESSIONÁRIA, COMO É CO OS TELEFONES, NÓS MORADORES JÁ PAGAMOS CONTAS DE LUZ ALTÍSSIMA, DEVIDO AOS IMPOSTOS COBRADOS DENTRO DA CONTA DE ENERGIA.
    SE LER A CONTA VERIFICAMOS QUE OS VALORES REFERENTES AO CONSUMO É BAIXO.
    COMO AINDA PODEMOS PAGAR POR TROCA DE POSTES NAS VIAS PÚBLICAS?
    É UM ABSURDO, DEVEMOS DENUNCIAR.

Untitled Document